Várzea Paulista apresenta diagnóstico e propostas para revisão do Plano Diretor para entidades municipais

Obras - Destaques

Encontros são pautados em apresentação e troca de ideias sobre a revisão do Plano

O Plano Diretor de Desenvolvimento, Uso e Ocupação do Solo de Várzea Paulista está passando por revisão. Como parte do processo, os gestores da Unidade Gestora de Obras, Josué Santana e Frederick Merten, estão convidando entidades, representantes comerciais e engenheiros para apresentação e discussão do Plano.

Os princípios que regem a revisão do Plano Diretor são sustentabilidade, solidariedade, função social da cidade, função social da propriedade, acessibilidade e gestão participativa.

“A cidade cresce, é um ser vivo. E Várzea cresceu em população, mas faltava infraestrutura. Esse crescimento demográfico foi em desordem, mas com o Plano Diretor em 2006, as coisas melhoraram”, explicam. “Em 2016, iniciamos a revisão deste, porque entendemos que ele precisa ser atualizado. Trata-se de um diagnóstico técnico, um estudo da cidade. Essa dinâmica de reajuste sempre existirá. Daqui 10 anos pode ser que seja totalmente alterado”, completam, afirmando que o Plano precisa ter participação da população.

Devido a pandemia, desde abril o calendário de apresentação técnica e discussão teve que ser adiado. Retomados no final de outubro, os encontros estão sendo realizados para troca de ideias e discussão para qualificação do tecido urbano existente, dos vetores de crescimento e desenvolvimento municipal, da mobilidade urbana e proteção do patrimônio ambiental.

O primeiro deles foi realizado em 27 de outubro com representantes das Igrejas Evangélicas da cidade. O segundo ocorreu em 5 de novembro com a Comunidade Católica e o terceiro na última segunda-feira (16), com membros da Associação de Engenheiros Tecnólogos e Técnicos de Várzea Paulista. Posteriormente serão realizadas as audiências públicas.