Prefeito acompanha últimos trabalhos da primeira fase das obras do córrego Bertioga

Obras - Destaques
Última aduela foi instalada na manhã de sábado, com acompanhamento de moradores e autoridades.
 
O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, e outras autoridades municipais acompanharam a instalação da ultima  das 183 aduelas (canais de escoamento para águas pluviais), na manhã do último sábado (12).
 
A visita técnica objetivou garantir a correta finalização da parte mais complexa da Fase 1 das obras do Córrego Bertioga, entre a Avenida Fernão Dias Paes Leme e a Avenida Ipiranga.
 
De acordo com o prefeito Juvenal Rossi, este passo é fundamental para a continuidade dos trabalhos do PAC 2 (Plano de Aceleração do Crescimento), na outra parte do Córrego, na Avenida Bertioga, sentido Vila Popular e uma intervenção futura no Rio Jundiaí. “Isso aqui estava frágil” – explicou – “por isso que se fez necessário a intervenção”.
 
Segundo o gestor, o aumento da vazão do córrego, em razão das obras de macrodrenagem do PAC 2 (recursos federais) poderia ocasionar enchentes nas seções próximas à Avenida Ipiranga. “Esta obra vai resolver o problema de inundação nas partes mais baixas do córrego – que chega ao rio Jundiaí ”,diz.

 
De acordo com o encarregado pelos funcionários da empresa licitada, José Amorim, o andamento da obra chega a 90%. A partir de agora, a empreiteira fará o asfalto e as guias, nos trechos abertos para manutenção.
 
Outra intervenção fundamental a ser concluída em breve é a interligação do sistema de drenagem existente, na área de contenção pluvial próxima à Avenida Fernão Dias Paes Leme. Será um importante fecho dessa fase da obra, para aumentar a vazão nesse ponto do escoamento, segundo o prefeito.
 
Segundo o secretário de Obras e Urbanismo, Josué Santana, a empresa deve concluir essas ações até o início do ano que vem, quando deve ser retomada a obra na Avenida Bertioga (Fase 2).
 
O término das duas obras (Fehidro e PAC 2) possibilitará, em breve, a re
solução definitiva do problema de enchentes do Córrego Bertioga.
 
 
Contenção de enchentes

Além dos 183 metros de aduelas, a construtora instalou caixas pluviais e tubulação, entre outros trabalhos de drenagem, nas últimas semanas

A empresa tem realizado nos últimos meses, sob fiscalização da Prefeitura, várias canalizações, com o fim de coletar as águas pluviais advindas dos bairros Jardim Continente e Jardim Gianfrancesco.
 
As intervenções ocorrem, sobretudo, no trecho do Córrego Bertioga, a partir da Avenida Fernão Dias Paes Leme, com sentido à Avenida Ipiranga.
 
Também foram feitas canalizações para o escoamento das águas de chuva vindas das ruas Atroaris (Vila Tupi) e Pontiguara (Jardim Gianfrancesco).
 
Os trabalhos têm tido acompanhamento técnico por parte da Secretaria de Obras, em todas as suas etapas, segundo o prefeito.
 
O total do investimento do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) – Governo Estadual – é de R$ 1.807,420,69, dos quais R$ 530.598,06 serão custeados pela Prefeitura
 
 
Reconhecimento
 
O munícipe Eugênio Vidal, 80 anos, é espanhol e mora no Brasil há mais de 50 anos. Morador do Jardim Primavera, na região central de Várzea Paulista, há 32 anos, ele já acompanhou várias enchentes na Avenida Bertioga, ocasionadas pela chuva.
 
Por essa razão, reconhece a importância da obra. Para o cidadão, a Fase 1 dos trabalhos será muito importante para ajudar a conter as enchentes. “Vai resolver muito essa parte”.