Pela primeira vez em sua história, Várzea Paulista sedia a posse de um bispo diocesano

Casa Civil - Destaques Destaques Notícias

Solene celebração eucarística deu início à missão episcopal de Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, nomeado como bispo da Diocese de Jundiaí em 15 de junho, pelo Papa Francisco

No último sábado (13), o município de Várzea Paulista, pela primeira vez em sua história, recebeu a solene celebração eucarística que marcou o início de uma missão episcopal da Diocese de Jundiaí, de Dom Arnaldo Cavalheiro Neto. Foi a primeira posse de um bispo da diocese feita fora de Jundiaí. Em 15 de junho, ele foi nomeado pelo Papa Francisco, em substituição a Dom Vicente, que renunciou ao seu cargo e agora é bispo emérito. Dom Arnaldo tornou-se, assim, o sexto bispo diocesano, após a oficialização da posse com a celebração histórica, na Paróquia Cristo Redentor.

Segundo o prefeito professor Rodolfo Braga, sábado foi um dia de fortes emoções, e a cidade acolheu o novo bispo com muito carinho e amor. “Trata-se de um momento único para Várzea Paulista, pois pela primeira vez em nossa história tivemos a honra de sediar a missa de boas-vindas a um bispo diocesano”, relatou.

Para o mandatário, é evidente que o município vivencia novos tempos, de realizações, vitórias e autoafirmação. “O fato de sermos escolhidos para realização de tal cerimonia é algo simbólico e muito significativo, pois coloca a cidade num patamar diferenciado e de destaque em nossa região. Sinto-me orgulhoso em participar deste momento”, finalizou o prefeito.

Solene celebração eucarística

Dom Arnaldo substituiu Dom Vicente, que ficou 12 anos à frente da Diocese de Jundiaí e deixou o cargo neste ano, após completar 75 anos de idade. De forma animada, cerca de 5 mil fiéis acolheram o novo bispo, após o aguardarem ansiosamente.

Depois da acolhida, o novo líder da diocese recebeu as insígnias pontificais do bispo: o anel, sinal de fidelidade e da união com a Igreja; o báculo, símbolo do serviço pastoral; a mitra, habitualmente usada pelo bispo; a cruz peitoral, para lembrar que aonde o bispo for ele é representante de Jesus Cristo e tem a missão de anunciar o Evangelho.

Aqueles que não puderam estar presentes presencialmente na celebração, acompanharam a transmissão ao vivo pelos canais oficiais da Diocese de Jundiaí, realizada com a colaboração da Pastoral da
Comunicação das Paróquias Cristo Redentor e Nova
Jerusalém (Jundiaí). A gravação está disponível em: https://tinyurl.com/473khx66.

Autoridades presentes

O Prefeito professor Rodolfo Braga participou da celebração, assim como o vice-prefeito Fernando Pasqualino e o presidente da Câmara Municipal, vereador Mauro Aparecido, junto com outras autoridades da região, como, por exemplo, o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, e o vice, Gustavo Martinelli.

O cardeal Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, e 23 bispos também estiveram presentes, bem como padres das Dioceses de Jundiaí e Itapeva; também participaram seminaristas do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Desterro (Jundiaí), religiosos e religiosas e outras autoridades civis, tais como deputados federais e estaduais e vereadores que compõem os governos das cidades que pertencem à Diocese de Jundiaí.