Vacinação contra a gripe imuniza bebês, gestantes e puérperas

Destaques Notícias Saúde - Destaques Vacinação

Campanha é realizada nas UBSs e não precisa de agendamento. Profissionais da Saúde e indígenas também estão na primeira fase do grupo prioritário

A Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza (Gripe) prossegue nas Unidades Básicas de Saúde de Várzea Paulista. Este ano, o primeiro grupo a ser imunizado é formado por crianças entre seis meses a cinco anos completos, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), indígenas e profissionais da saúde. Não é necessário agendamento.
A partir do dia 11 de maio será a vez dos idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e dos professores das redes pública e privada. Já a terceira etapa começa dia 9 de junho e vai imunizar pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.

Vacinação em Várzea Paulista
Em Várzea Paulista, a campanha é realizada de segunda a sexta-feira, das 08 às 11 horas e das 13 às 15 horas. A vacina estará disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde, exceto nas UBSs Jardim Buriti e Jardim América III.
Dia ‘’D’’, ocorrerá em 15 de maio, sábado, das 08 às 16 horas, nas Unidades Básicas de Saúde dos seguintes bairros: Vila Real, Jardim Promeca, Cidade Nova II, Jardim Cruz Alta, Vila Marajó e Vila Popular.
Imunização contra a Covid-19 será mantida
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza coincidirá com a realização da vacinação contra a Covid-19. Considerando a ausência de estudos sobre a coadministração das vacinas, o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente. A orientação, neste momento, é priorizar a imunização contra o Covid-19.
As pessoas que fazem parte do grupo prioritário para a vacinação contra Influenza e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, deve ser priorizada a dose contra a Covid-19 e agendada a vacina contra a Influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas.
A ação de imunização contra a influenza é extremamente importante para a proteção dos grupos mais vulneráveis às complicações e óbitos decorrentes da doença. Portanto deve ser mantida, apesar de todos os desafios frente à circulação contínua ou recorrente do SARS-CoV-2.