Prefeitura notifica empresa que vendeu testes rápidos para a Covid-19

Coronavirus Coronavirus - Comitê Coronavirus - Prevenção Sem categoria

Segundo relatório de profissionais da saúde, testes não apresentaram os resultados de forma confiável. Prefeitura irá acionar o Ministério Público, informando da notificação e poderá pedir a troca do lote ou o ressarcimento do valor pago.

No dia 15 de maio, a Prefeitura de Várzea Paulista recebeu 1.500 unidades de testes rápidos, cujo processo de compra se iniciou no dia 17 de abril e está disponível na página da Transparência da Prefeitura.

Entretanto, após alguns testes realizados apresentarem resultados negativos, as equipes da Unidade Gestora de Saúde começaram a aplicá-los como contraprovas em pacientes que, comprovadamente, já haviam contraído a covid-19. Os resultados deveriam acusar positivo nesse teste, entretanto não foi isso o que aconteceu.

A Prefeitura, então, notificou imediatamente a empresa, dando prazo para efetuarem a troca do lote, ainda assim, após a entrega de novas unidades, os resultados ainda não puderam ter sua eficiência comprovada.

Diante disso e se resguardando de eventuais fraudes, a Prefeitura de Várzea Paulista realizou nova notificação, onde, caso não seja confirmada a eficácia do teste, o dinheiro deverá ser ressarcido imediatamente.

A Prefeitura ainda encaminhará essa notificação ao Ministério Público, informando as medidas que estão sendo tomadas e solicitando acompanhamento de todo esse processo.

Os testes seguem sendo realizados com outras marcas que não apresentaram esse problema.