Livros ajudam a esclarecer a percepção emocional das crianças

Cultura e Turismo - Cotidiano Cultura e Turismo - Destaques

Confira quatro títulos infantis que falam sobre as emoções e são encontrados na Biblioteca Municipal de Várzea Paulista

O crescimento infantil é um processo que dura várias etapas na vida de uma criança. A partir dos 5 anos de idade, a criança demonstra um aumento nas suas necessidades emocionais. Foi pensando nesta fase que uma revista especializada em cuidados infantis indicou alguns livros infantis que ajudam a criança a compreender melhor seus próprios sentimentos.

A Biblioteca Municipal de Várzea Paulista possui quatro dos livros indicados em seu acervo. Realizar a leitura ao lado do filho possibilita que as crianças tenham um melhor entendimento das emoções presentes em seu cotidiano, além de fortalecer os vínculos familiares. Confira os títulos:

A Parte que Falta – Shel Silverstein

  • Este livro ensina aos baixinhos que não dá pra ter tudo sempre, mesmo sem citar bens materiais. Mesmo que esteja tudo bem com a família, talvez a escolinha seja um pouco difícil, ou os amiguinhos não sejam os mais legais, ou até mesmo a criança sinta que algo dentro de si não esteja no lugar e faltem palavras para explicar a situação. Consequentemente é mostrado que o desapontamento também é um sentimento válido.

Leocádio – Shel Silverstein

  • Ainda citando uma obra do autor anterior, mas agora estimulando a reflexão da criança sobre o a felicidade. Essa ideia surge com a história de um leão chamado Leocádio, que devora um caçador que andava pela floresta, ele passa a ser o melhor leão disparador de armas de fogo e se muda para a cidade grande. Ele aparece vestido com as melhores roupas e sendo bajulado por todos ao se mostrar dessa forma. Após algumas páginas, a indagação que o autor traz é: “Mas será que um leão famoso, bem-sucedido e rico é um leão feliz? Será que sequer é um leão?”.

Menina Bonita do Laço de Fita – Ana Maria Machado

  • Esta obra mostra a jornada de uma garotinha tentando encontrar uma justificativa para ser negra. Em meio a diversas ideias para justificar o questionamento, a mãe da menina explica que, na verdade, o tom de pele escuro é porque a avó dela é negra. A ideia principal é tratar a dualidade da situação, enquanto de um lado há uma criança branca que não entende a pele negra, do outro lado existe outra criança que, muitas vezes, também não entende a hereditariedade da sua raça e que não há problema nenhum nas diferenças.

O Monstro das Cores – Anna Llenas

  • Neste mundo, cada uma das emoções é representada por uma cor específica, e logo no início da história o monstrinho principal está pintado de diversas cores diferentes justamente por estar em um turbilhão de sentimentos. Ao decorrer do livro, a ideia é que cada emoção seja colocada em seu respectivo lugar e o monstrinho consiga reconhecer o que está sentindo.

Como fazer o empréstimo dos livros?

Para adquirir um livro por 15 dias na biblioteca, primeiro é necessário fazer o cadastro do munícipe, apresentando apenas cópia do comprovante de residência, RG e CPF. É permitida retirada de cinco livros por pessoa durante este período, em casos de demora para a devolução, para cada dia de atraso, a biblioteca aplica dois dias de suspensão.

A biblioteca está localizada no Espaço Cidadania, na Avenida Ipiranga, 151 – Centro. Com atendimentos de segunda à sexta, das 08 horas às 17 horas.