Várzea Paulista marca presença no ‘II Congresso Regional da Primeiríssima Infância’

Educação - Destaques

Comitê de Várzea Paulista apresentou o projeto ‘Mascote’, desenvolvido na escola Juvenal Cândido da Silva

No último sábado (30), o comitê regional de Várzea Paulista participou do ‘II Congresso Regional São Paulo pela Primeiríssima Infância’, no Complexo Argos, em Jundiaí. O evento, que contou com a presença de representantes de 12 municípios, teve como objetivo compartilhar experiências exitosas nas áreas da Educação, Saúde e Assistência Social pela Primeira Infância, que engloba crianças entre 0 e 6 anos de idade.

O Congresso contou com várias palestras e a apresentação de 64 trabalhos de boas práticas ligadas à Primeira Infância, entre eles, o de Várzea Paulista. O município foi representado por 13 profissionais da área da Educação, Escola de Governo e Saúde.

O projeto Mascote, desenvolvido na CEMEB Juvenal Cândido da Silva em 2018, pelas professoras Bruna Fiorese, Julia Evangelista, Ana Alves e Katiusca Galera teve como objetivo trabalhar questões de cidadania e estimular a afetividade. Consequentemente, o projeto permitiu um estreitamento na relação família/escola, tendo em vista, que envolve os pais e responsáveis na construção da atividade pedagógica.

O trabalho foi desenvolvido com um mascote, como um urso de pelúcia, que é apresentado aos alunos através da roda de conversa. O intuito é que as crianças criem um vínculo com a mascote, dando nome, história e levando o novo amigo para participar da rotina de sala de aula. Aos finais de semana o mascote vai para casa de um aluno, junto com um diário, para que os pais possam registrar essa experiência. Às segundas-feiras, a criança trazia o mascote de volta para a escola e a turma se reunia na roda de conversa para compartilhar a vivência.

O que é a Primeiríssima Infância?

Na fecundação e concepção começa uma nova vida. A Primeiríssima Infância define o desenvolvimento e o futuro dessa vida. É no período da gestação aos 3 anos, que a criança desenvolve seu cérebro, forma seus processos neurológicos, fortalece neurônios e sinapses.

Os cuidados e estímulos à criança durante a Primeiríssima Infância influenciam sua aptidão e capacidade de aprender, sua velocidade e qualidade de raciocínio, sua criatividade e memória, suas habilidades para se relacionar, suas competências e comportamentos que valerão para todo seu futuro.

Não se pode prever o destino de uma criança, mas é possível cuidar para que ele não seja apenas um lance de sorte. Que seja o melhor futuro, desde já. Para a criança, a família e toda a sociedade. Vale uma vida toda. E uma nova cidade.