Saúde em Várzea Paulista foca na prevenção

Saúde - Destaques

Grupos de apoio nas UBSs proporcionam informação e bem-estar à população

 

 

Várzea Paulista comemorou 54 anos de emancipação na última quinta-feira (21) e nos últimos seis anos promoveu importantes mudanças na área da saúde, principalmente na área da prevenção. Este trabalho é realizado nas Unidades Básicas de Saúde por meio dos grupos de apoio, que engloba temas como Gestação, Diabetes, Educação Alimentar e redução da Obesidade, Antitabagismo, Hipertensão, Ginástica e Liang Kong.

 

Nos encontros, os pacientes podem tirar dúvidas com profissionais de saúde, aprender sobre a importância de tomar a medicação da maneira correta, trocar experiências com outras pessoas e até mesmo, encontrar apoio emocional.

 

A paciente da UBS Santa Terezinha, Maria Aparecida Fernandes, 58 anos, participou pela primeira vez do grupo de prevenção a Diabetes, em fevereiro, mas desde que contraiu a doença, em uma gestação há 24 anos, faz questão de controlar a diabetes com acompanhamento médico fornecido pela unidade de saúde do bairro. “Perdi minha mãe, padrasto e irmão em decorrência da diabetes”, revela.

 

 

A varzina, que conhece bem a gravidade da doença, viu a mãe ficar sete anos em uma cama, antes de vir a falecer, em decorrência de um infarto e um AVC (acidente vascular cerebral) causados pela diabetes, há mais de dez anos. Diante disso, a munícipe, que mora na cidade há 28 anos, sempre procurou seguir todas as orientações fornecidas pelo atendimento médico da UBS Vila Santa Terezinha.

 

Francisca de Araujo, 54 anos, do Jardim América I, participou do grupo de Redução da Obesidade e relatou que sua alimentação se tornou bem mais saudável após receber as orientações. “Aprendi muitas coisas e reduzi o consumo de temperos prontos, açúcar e refrigerantes. Também passei a consumir mais saladas e verduras. Gostaria de ter recebido esse conhecimento quando era mais jovem, minha saúde teria sido outra”, conta. A moradora relata que os familiares também melhoraram a alimentação. “A família inteira passou a comer melhor, todos aprenderam um pouco. Hoje faço atividades físicas, alongamentos e me sinto muito mais disposta. Minha saúde só agradece”, finaliza.

 

Como participar dos grupos de apoio

 

 

Os encontros, com orientações são realizados uma vez por mês em todas as UBSs de Várzea Paulista. Para verificar como participar e as datas, basta se dirigir à Unidade mais próxima, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 7 às 16 horas.

 

 

Quarteirão da Saúde

 

 

O Quarteirão da Saúde é outro destaque entre os serviços ofertados a população varzina. Em uma mesma área estão concentrados os serviços do Hospital Municipal, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e do PoupaTempo da Saúde – um serviço que reúne várias especialidades médicas e exames, agilizando assim, o atendimento clínico na cidade e o tempo de diagnóstico do paciente.

 

Além disso, a localização dos serviços de saúde na região central da cidade facilita o acesso dos moradores aos serviços, que estão próximos a pontos de ônibus e estação ferroviária.

 

Combate a Dengue

 

O trabalho de prevenção e combate a Dengue tem alcançado ótimos resultados em Várzea Paulista. O setor de Controle de Zoonoses de Várzea Paulista atua no combate as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti com visitas casa a casa e vistorias em locais com potencial de desenvolverem criadouros do mosquito, inclusive aos sábados. “Este é um trabalho intenso, que reúne vistoria dos locais e conscientização da população sobre a importância de se combater os criadouros. Os resultados têm sido positivos e Várzea Paulista passou mais um verão em segurança”, explica o coordenador do setor de Controle de Zoonoses, Eder Carmanini.

 

 

Até 15 de março de 2019, foram 35 casos notificados, 27 já tiveram a enfermidade descartada e um confirmado como positivo. Em 2018, a cidade registrou apenas dois casos positivos.

 

A Saúde em Números

 

Confira os números de atendimentos dos serviços de Várzea Paulista em 2018:

 

Atendimentos odontológicos na atenção básica 11.156 – agendados 13.314;

 

Internações no Hospital Municipal – 811;

 

Atendimentos médicos na UPA – 351.662;

 

Exames laboratoriais UPA – 46.101;

 

Exames de Raio-X UPA – 32.239;

 

Núcleo Integrado de Reabilitação: 12.180 procedimentos em 4.060 pacientes;

 

Pacientes em residência terapêutica: 8;

 

Exames laboratoriais – 270.000;

 

Fisioterapia – 24.000 sessões;

 

Agendamentos especializados: 23.531;

 

Raio-X – 5500;

 

Ultrassom – 5200;

 

96% da população imunizada contra febre amarela;

 

Mais de 15 mil vacinas contra gripe.