Viver bem com diabetes é possível para Maria Fernandes

Saúde - Destaques

Varzina já sofreu com perdas de familiares por conta da doença e luta para mantê-la controlada, com apoio da Prefeitura

 

Entre as participantes do grupo de educação em diabetes da UBS (Unidade Básica de Saúde) Vila Santa Terezinha, uma chama especial atenção. Maria Aparecida Fernandes, 58 anos, participou pela primeira vez do trabalho, na tarde desta segunda-feira (25), mas desde que contraiu a doença, em uma gestação, há 24 anos, faz questão de controlar a doença, com acompanhamento médico fornecido pelo órgão do bairro. “Perdi minha mãe, padrasto e irmão em decorrência da diabetes”, revela.

 

Maria sempre optou por manter a enfermidade sob controle, pois, já na gestação, foi orientada a fazê-lo para evitar que a filha contraísse a doença. “Ela fez os exames que comprovaram não ter nascido com a diabetes”, relata.

 

 

A varzina, que conhece bem a gravidade da diabetes, viu a mãe ficar sete anos em uma cama, antes de vir a falecer, em decorrência de um infarto e um AVC (acidente vascular cerebral) causados pela doença, há mais de dez anos. Diante disso, a munícipe, que mora na cidade há 28 anos, sempre procurou seguir todas as orientações fornecidas pelo atendimento médico da UBS Vila Santa Terezinha.

 

Outra situação difícil foi vivida há poucos anos, quando Maria perdeu o irmão, que sofreu hemorragia após um trabalho aparentemente simples. “Ele fez um serviço de pedreiro e, após fazer uma escavação, percebeu que o pé ficou encharcado de água. Após chegar à sua casa, foi tomar banho e sequer percebeu o rastro de sangue deixado, até mesmo por enxergar mal em virtude da diabetes alta. Quando a esposa percebeu o problema, levou-o ao médico. Eu pude acompanhá-lo na UTI e foi difícil. Ele não resistiu”, relembra, pesarosa.

 

 

Maria gosta muito de participar de atividades coletivas, para ter contato com outras pessoas de sua comunidade. A munícipe aprova o atendimento recebido no local. “Gosto de todos daqui. É uma bênção de Deus. Não é fácil cuidar de um diabético”, elogia.

 

 

Como participar do grupo

 

Os encontros, com orientações importantes aos diabéticos, são realizados uma vez por mês em todas as UBSs de Várzea Paulista. Para verificar como participar e as datas, basta se dirigir à Unidade mais próxima, de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 7 às 16 horas. Para conferir os endereços e outras informações das UBSs, basta clicar aqui e selecionar a Unidade pelo nome.