Saúde intensifica os trabalhos de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis

Saúde - Destaques

População pode fazer os testes de sífilis, hepatites C e B e HIV gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade

 

 

A 2ª Semana Municipal de Combate à Sífilis, já passou. Mas em Várzea Paulista, o trabalho continua forte. Estão sendo realizados exames para o diagnóstico, palestras informativas e qualificação de todos os profissionais de saúde. Tudo isso para garantir a excelência no atendimento prestado a todos os munícipes da cidade. Nesta primeira semana o saldo na procura pelos exames, já é considerado positivo pela equipe do Centro de Testagem e Aconselhamento de Várzea Paulista.

 

 Sem burocracia 

 

 

Não é necessário pedido médico para realizar os exames de Infecções Sexualmente Transmissíveis, basta apenas se dirigir a uma UBS e pedir pelo exame no balcão de atendimento. O teste é rápido e simples, os resultados ficam prontos na média de trinta minutos e a pessoa já sai da unidade com um laudo em mãos. “Eu vim porque é muito rápido e fácil. A nossa cidade oferece o exame e o resultado sai na hora. Quero garantir que estou saudável” relatou B. B. (25), que foi até o CTA nesta quarta-feira (02) realizar alguns exames.

 

Casos Positivos

 

O Centro de Testagem e Aconselhamento de Várzea Paulista vêm registrando um aumento nos casos de sífilis adquirida. Somente em 2017, foram 119 casos entre população geral e gestantes na cidade.

 

Mas esses dados não são exatamente um problema. Isto na verdade significa que em Várzea Paulista, os profissionais da saúde estão comprometidos com a identificação e tratamento dos pacientes e garantindo que o diagnóstico e a prevenção das DSTs cheguem a toda a população. Luzinete Dias de Souza, coordenadora do CTA, informa que muitas pessoas deixavam de procurar o atendimento adequado por falta de informação.

Por este motivo, estamos realizando esta mobilização para dar visibilidade ao problema.

 

Várzea Paulista avança

 

 

Dentre as ações de prevenção, estamos trabalhando com estratégias de prevenção combinada, onde se utiliza, além de preservativos, outros métodos combinados de prevenção, como: Testagem para HIV, Sífilis e hepatites B e C, tratamento para todas as pessoas com exames reagentes. Também a PEP Sexual, um método de prevenção que utiliza medicamentos anti retro – virais até 72 horas após relação sexual de risco para profilaxia pós exposição ao vírus do HIV. 

 

 

O paciente tem garantido o aconselhamento pós teste, onde junto com o profissional de Saúde poderá fazer gestão de seus riscos e possam fazer as melhores escolhas para um exercício mais saudável e seguro possível de sua sexualidade . Ainda há outros métodos utilizados na prevenção combinada e um profissional de Saúde pode ajudar e refletir as formas mais seguras possíveis de exercê-los.

 

Em todas as Unidades Básicas de Saúde do Município temos profissionais qualificados para tal ação.