Somente em 2017, Guarda Municipal atende a mais de 1.700 ocorrências

Casa Civil - Destaques

Maiores causadores das solicitações são irregularidades ambientais (342) e perturbação do sossego público (172)

 

O SIC (Setor de Inteligência e Comunicação) da GCM (Guarda Civil Municipal) de Várzea Paulista concluiu estatísticas sobre as ocorrências registradas e atendidas ao longo de 2017: 1768 ocorrências foram atendidas. O inspetor responsável pelo setor, Barcaro, explica que, após o recebimento do chamado, gera-se um número na intranet e os guardas fazem o registro físico (talão). Os dados e a descrição das ocorrências embasaram os relatórios. “As estatísticas mostram o que deve ser feito para enfrentar os problemas encontrados”, explica.

 

 

Entre os incidentes que mais provocaram as ocorrências, estão os ambientais – 342 – e a perturbação do sossego público – 172. “A última, que envolve o som alto em qualquer horário dentro de comércios, residências e casas, acaba por provocar outros problemas, como uso de entorpecentes, ou necessidade de atendimento médico. Os veículos com som automotivo também são grandes acionadores desses chamados. Muitas vezes, os carros são autuados pela Unidade Gestora de Trânsito”, alerta o gestor.

 

 

208 chamados foram abertos por mês, aproximadamente, cerca de sete por dia. O bairro que mais teve ocorrências registradas, de forma geral, foi o Jardim Maria de Fátima. “É importante deixar claro que as ocorrências atendidas têm um período para atendimento que pode variar de 30 segundos a, até mesmo, 12 horas”, declara Barcaro.

 

 

Totalidade de atendimentos

 

Meio ambiente: 342;

Perturbação do sossego público: 172;

Apoio à saúde, como escolta de ambulâncias: 170;

Apoio à Polícia Civil: 125;

Tentativas ou efetivação de roubos ou furtos: 108;

Desinteligência (brigas): 74;

Irregularidades relativas a entorpecentes: 56;

Localização de automóveis: 53;

Violência doméstica: 48;

Atendimento relativo a escolas: 46;

Apoio aos agentes de trânsito: 43;

Cumprimento de ofício (segurança fornecida a espaços públicos, em eventos): 28;

Ameaça de agressão ou outro crime: 14;

Tentativa ou cometimento de estupro: 5;

Tentativa de homicídio: 4;

Homicídio: 2;

As outras 478 correspondem, quase em sua totalidade, à averiguação de suspeitos.

 

 

 

Importância de registrar a ocorrência

 

O inspetor também pede que a população sempre faça a formalização do chamado, quando percebe alguma conduta irregular na cidade. É algo muito importante para a obtenção dos dados que permitem programar estrategicamente as ações da GCM, necessárias ao enfrentamento dos problemas identificados. “Só saberemos o que há em cada bairro se a população nos fornecer essa informação”.

 

Existem três canais de atendimento disponíveis 24 horas por dia, todos os dias da semana: os telefones 153 e 0880 7700 811, e o WhatsApp 981004586.