Várzea Paulista participa do “1º Fórum Municipal de Segurança Integrada”

Destaques - Governo

Comandante Pedro Eli da Cunha destaca relevância da discussão e esforços para que os trabalhos da GCM sejam cada vez mais integrados aos da PM, Secretaria de Trânsito e a iniciativa privada

segurancaintegradaO comandante da GCM (Guarda Civil Municipal) de Várzea Paulista, Pedro Eli da Cunha, participou, na última quarta-feira (8), do “1º Fórum Municipal de Segurança Integrada”, no auditório da Unip (Universidade Paulista) de Jundiaí. Junto de várias outras autoridades da região, do Governo Estadual e do Exército Brasileiro (mais de 1.500 pessoas), o gestor teve acesso ao debate organizado pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGIM), órgão jundiaiense. O comandante informou que a cidade pretende reforçar o trabalho integrado de segurança. “O evento foi fantástico. Nem em 10 livros eu conseguiria absorver o que aprendi lá”.

A primeira parte do encontro foi presidida pelo general de brigada do Exército Brasileiro, Ricardo Rodrigues Canhaci, que palestrou sobre o tema “Integração das Forças de Segurança, Administração e Sociedade”. Eli destacou que o militar conseguiu demonstrar a importância de integrar esforços de segurança, com as duas experiências pessoais narradas por ele: a estabilização do Sudão do Sul (na África, entre 2013 e 2014), comandada pela ONU – sob seu comando, atuaram equipes de segurança de vários países, de maneira integrada; e a pacificação no complexo de favelas da Maré, no ano passado.

Outro exemplo muito positivo apresentado na palestra, segundo o comandante varzino, foi o do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. No posto da Polícia Federal, presente no local, a Guarda Municipal da cidade é quem faz a segurança, com o seu canil. “Quando se juntam as forças, é possível haver um combate mais efetivo”, concluiu o comandante da GCM varzina, acerca dos casos bem sucedidos apresentados no fórum.

A segunda parte do evento consistiu em uma discussão sobre tecnologia e inteligência, com as exposições do coronel de ligação do Exército Brasileiro, Rogério Winter, e do comandante da GM jundiaiense, José Roberto Ferraz. O comandante da GCM de Várzea Paulista elogiou o sistema OCR, que reconhece placas de veículos.

Os equipamentos utilizados possibilitam o controle dos carros que entram e saem de determinada cidade, podendo dessa forma identificar a presença de carros roubados no território. Jundiaí e as outras 16 cidades próximas que fazem uso da tecnologia possuem um banco de dados integrado, de maneira que a presença de um carro roubado em um dos municípios fica também conhecida por todos os outros. Eli destacou a importância da inovação tecnológica. “Os próprios comerciantes podem instalar as câmeras, que ficam interligadas ao sistema, e contribuir para a segurança”.

Próximas medidas

Segundo o comandante, Várzea Paulista está atenta a essa questão e pretende reforçar os trabalhos integrados da GCM com outros órgãos, assim como já faz com a Polícia Civil em algumas operações. A ideia é que a PM e a Secretaria de Trânsito também sejam envolvidas, até mesmo para proteger o comércio da cidade. “Se houver essa união de forças, conseguiremos ter um resultado plausível”.

Eli também destacou que a administração atual tem atuado no campo da informatização, com ações como o monitoramento da Avenida Fernão Dias Paes Leme. A ideia é que isso possa ser expandido para outras áreas da cidade, além de implantar, assim que possível, o sistema OCR, se possível com a parceria dos empresários da cidade.