Defesa Civil faz alerta para prevenção de acidentes

Casa Civil - Destaques
Período de estiagem pede atenção dos pais e família
 
Em época de calor, pais e família procuram se refrescar em piscinas, rios e praias, no entanto, os riscos de afogamento aumentam também. Por isso, o diretor da Defesa Civil de Várzea Paulista, Cristiano Vargas, juntamente com o Bombeiro Civil Voluntário, Roberto Quirino, trabalham na prevenção e redução de incêndios florestais e afogamentos. 
 
De acordo com o diretor da Defesa Civil as previsões de ocorrências climáticas apontam aumento. “Como estamos entrando em época de estiagem, a transição entre o período chuvoso e seco, a previsão do clima aponta um aquecimento maior nessa época”, disse Vargas. Ele ressalta sobre os cuidados aos riscos de acidentes. “Geralmente, nesse período de calor, há queimadas nas matas e estamos trabalhando e orientando na prevenção para evitar esses incêndios, além disso, os munícipes precisa se atentar aos perigos”, completou.  
 
Segundo Roberto Quirino, o perigo aumenta também nos rios, lagos e piscinas. “Os pais costumam levar crianças e adolescentes para piscinas e a atenção precisa ser redobrada.” E ressalta: “Orientamos os pais para que não levem os filhos nas áreas de riscos, como rios e lagos, pois as fatalidades acontecem pelo descuido de segundos”. 
 
Em casos de acidentes deve-se ligar imediatamente para Corpo de Bombeiros 193, Samu 192 ou para a Polícia Militar 190.  
 
 
Medidas de prevenção em rios, praias e lagos. 
 
Nade sempre perto de um guarda-vidas;
Não superestime sua capacidade de nadar – 46.6% dos afogados acham que sabem nadar;
Tenha sempre atenção com as crianças;
Nade longe de pedras, estacas ou piers;
Evite ingerir bebidas alcóolicas e alimentos pesados, antes do banho no mar, piscinas, rios e lagos;
Crianças perdidas: leve-as ao posto de guarda-vidas.
 
Medidas de prevenção em Piscinas
 
Mais de 65% das mortes por afogamento ocorrem em água doce, mesmo em áreas quentes da costa;
Crianças devem sempre estar sob a supervisão de um adulto. 89% das crianças não tem supervisão durante o banho de piscina;
Leve sempre sua criança consigo caso necessite afastar-se da piscina;
Isole a piscina – tenha grades com altura de 1.50 m e 12 cm entre as verticais. Elas reduzem o afogamento em 50 a 70%;
Boia de braço não é sinal de segurança;
Evite brinquedos próximo a piscina, isto atrai as crianças;
Desligue o filtro da piscina em caso de uso;
Use sempre telefone sem fio na área da piscina;
Cuidado ao mergulhar em local raso (coloque aviso);
84% dos afogamentos ocorrem por distração do adulto (hora do almoço ou após);
Ensine sua criança a nadar a partir dos 2 anos;
Mais de 40% dos proprietários de piscinas não sabem realizar os primeiros socorros. 
 
 
Medidas de prevenção aos incêndios florestais
 
Não deixar lixo nas florestas (principalmente vidros, porque são bons criadores de fogo);
Limpar sempre as florestas de excessos de folhas ramos, etc. que espalhem o fogo;
Abrir caminhos que facilitem o acesso dos bombeiros ao centro da floresta;
Não fazer fogueiras na floresta;
Não atirar pontas de cigarro acesas para a floresta (e verificar se estão devidamente apagadas);
Vigiar as florestas, sobretudo em época de estiagem.