Secretaria de Desenvolvimento Social faz balanço das ações de 2014

Desenvolvimento Social - Destaques
Programas sociais atendem mais de 20 mil cidadãos varzinos
 
A Prefeitura de Várzea Paulista, por meio da secretaria de Desenvolvimento Social, tem executado diversos programas sociais para os munícipes. Em 2014, o CRAS (Cento de Referência de Assistência Social) e o CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) atenderam mais de 20.884 pessoas no PAIF (Programa de Proteção e Atendimento Integral a Família). 
 
Programas Sociais
 
Os Centros de Referência nas regiões do centro, norte e oeste, oferecem diversos programas como bolsa família (3.530 assistidos em 2014), transferência de renda, auxílio funeral, segurança alimentar (programa municipal), auxílio aluguel (programa municipal), atendimento especializado para família e indivíduos, proteção social (medidas socioeducativas e prestação de serviços à comunidade), atendimento especializado a pessoas em situação de rua, proteção social especial para pessoas idosas e deficientes.
 
Metas para 2015 
 
Segundo o coordenador da Economia Solidária, André Julio Szabo, muitos projetos serão criados e implantados. “Na ampliação do PAIF daremos um foco para a pessoa idosa, com a criação do Centro de Convivência da Pessoa Idosa, implantação do PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, serviço de acolhimento para criança, adolescentes e jovens,” explica Julio.
 
Além disso, serão desenvolvidas ações em curto prazo, como a implantação do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificado), implantação da Horta Solidária, realizações de conferências, eleição do Conselho Tutelar 2015, implantação do COMAD (Conselho Municipal de Ações sobre Drogas) e ampliar a participação social através dos instrumentos de controle social (Conselhos Municipais). 
 
Avanço nos Indicadores Sociais
 
De acordo com Julio, a cidade avançou na procura e na participação dos cidadãos. “Notamos o aumento da procura pelos equipamentos da secretaria por demanda espontânea, porém é necessário o fortalecimento das ações em rede (Assistência Social + Saúde + Educação), pois muitos casos são complexos e exigem atenção nesse sentido,” explica o coordenador. 
 
Observou-se também o aumento na participação do cidadão idoso, nas atividades do Conselho, inclusive com a realização da Conferência Municipal da Pessoa Idosa neste ano. 
 
Foi registrado o aumento na ordem de 7.5% de famílias inscritas no Cadastro Único, ou seja, de 6.823 para 7.019 famílias, aumentando assim a participação da população nos diversos programas e projetos da secretaria. Vale lembrar que desses 7.019, somente 3.225 famílias são beneficiárias do Programa Bolsa Família.