ETE de Várzea Paulista recebe governador Geraldo Alckmin

Casa Civil - Destaques
Tratamento de esgoto salta de 2% para 97% em 2014
 
A ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) de Várzea Paulista recebeu a visita técnica do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A diretora-presidente da Sabesp, Dilma Pena, junto de técnicos da empresa, demonstraram-lhe dados e resultados práticos, desde a inauguração do local, em novembro de 2013. O gestor conheceu de perto cada uma das etapas do funcionamento do Sistema de Tratamento.    
   
Alckmin destacou a importância dos serviços prestados, pela atual estrutura encontrada. 24 milhões de litros de esgoto deixaram de ser despejados nas águas da região, segundo ele. “Melhorou a qualidade do Rio Jundiaí e beneficiando diretamente Várzea Paulista e região”, comemorou.
 
A má qualidade hídrica do Rio Jundiaí inviabilizava, anteriormente, o uso de suas águas para tratamento, problema minimizado pelo trabalho da ETE, de acordo com o governador. Graças a essa conquista, os riscos de racionamento são praticamente nulos. Depois de tratada, inclusive, a água de reuso (já tratada pela Sabesp) tem sido utilizada pelas empresas da região, o que gera economia.
 
Outro dado relevante conhecido pelo gestor foi o aumento significativo do saneamento básico em Várzea Paulista, de 2012 até agora. “Com o tratamento de esgoto, saímos de 2% para 97% de esgoto tratado”.
 
O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, também sublinhou a importância do trabalho da Sabesp, fiscalizado pelo poder público do município. Muitos pontos da cidade, antes sem coleta, foram contemplados pelo trabalho – agora centralizado – de tratamento de esgoto, desde o ano passado. O aumento de esgoto coletado e tratado tem sido importante para atrair novos investimentos ao município, segundo ele. 
 
O saneamento básico total da cidade é uma das metas da atual administração e, nesse sentido, a ETE é fundamental, de acordo com o gestor. “Esta estação de tratamento nossa está sendo referência”.
 
Também participaram do encontro o prefeito de Campo Limpo Paulista, José Roberto de Assis, e outras autoridades de Várzea Paulista e região.
 
Modernidade e eficiência
 
Inaugurada em 19 de novembro de 2013, a ETE de Várzea Paulista teve investimentos de mais de R$ 115 milhões. O sistema é um dos mais modernos do interior e inclui uma estação de tratamento com capacidade para 560 litros por segundo, cinco estações elevatórias, além de 38 quilômetros de redes, que vão coletar e encaminhar o esgoto das duas cidades para o tratamento.
 
O investimento contribui diretamente com o desenvolvimento das cidades e com a despoluição do rio Jundiaí, um dos mais importantes afluentes do rio Tietê.
 
Referência nacional
 
Segundo Alckmin, o estado de São Paulo deverá ter o saneamento como uma de suas prioridades nos próximos anos. A previsão é de que o interior esteja totalmente saneado no início de 2015; o litoral, em 2016 e a Região Metropolitana, em 2020. “Seremos o primeiro estado do Brasil a universalizar o saneamento básico”.