Prefeitura acompanha início do trabalho dos novos médicos

Saúde - Cotidiano

Gestores municipais recepcionam e motivam os profissionais da saúde que iniciaram os atendimentos nesta semana

O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi visitou, na última quarta-feira (18), com representantes do secretariado, três UBSs (Unidades Básicas de Saúde) que receberam novos médicos. Os médicos da Família do programa federal Mais Médicos iniciaram os atendimentos na última segunda-feira (16) e tiveram a confiança no trabalho reforçada pelos gestores. O encontro foi informal.

Rossi visitou as unidades dos bairros Jardim América 4, Cidade Nova 2 e Vila Marajó. Nas visitas, ressaltou os esforços da atual gestão para enfrentar os problemas estruturais e afirmou contar com a ajuda dos novos funcionários para oferecer um melhor atendimento. “Vocês são mais importantes do que imaginam”.

O gestor destacou que o trabalho a ser feito pelos novos profissionais, nas UBSs e nas residências – Médicos da Família – ampliará a capacidade de atendimento à população. “É importantíssimo o trabalho que será ofertado através desta nova equipe”.

Para a gerente da UBS do Jardim América IV, Edjane Carvalho, encontros como esses fazem diferença aos profissionais de saúde. “Essa interação é importante, pois reforça o relacionamento”. Os novos profissionais têm agradado à população, de acordo com a gestora. “A equipe esta motivada e eles estão se adpatando rapidamente ao ritmo diário de atendimento ”, revelou.

Michael González, um dos novos médicos, é generalista desde 1995. Trabalhou por muito tempo como ginecologista, em Cuba e até na Venezuela, além de ter mestrado em patologia de mamas. Segundo González, o Brasil é um País maravilhoso e a população muito especial. “Várzea Paulista agora é minha cidade”, brinca o médico. O profissional está motivado e tem a expectativa de usar os conhecimentos para promover ainda mais saúde aos munícipes.

Médicos da Família

Os 11 novos médicos vão atuar nas Unidades Básicas de Saúde da Família dos bairros Vila Real, América 4, Cidade Nova 2, Jardim Promeca, Vila São José, Vila Marajó e Vila Popular.

O grupo é formado por oito mulheres e três homens. Além do atendimento clínico nas UBSs, os médicos trabalharão nas residências. “Vão fazer visitas médicas  domiciliares para as pessoas através do programa”, explicou o secretário José Spinucci.  

Mais Médicos

O pagamento dos profissionais será feito pelo governo Federal, no valor de R$ 10 mil mensais, por 40 horas semanais. O município vai subsidiar habitação e transporte. Os médicos têm um contrato de três anos, prorrogável por mais três.