Prefeito Juvenal Rossi recebe representantes da Sabesp

Casa Civil - Destaques

Reunião debate estratégias de uso racional da água e economia de recursos do município

Com o objetivo de debater ações da Sabesp em parceria com a prefeitura de Várzea Paulista voltadas à economia de água em prédios públicos do município, o prefeito Juvenal Rossi recebeu (10/01) em seu gabinete a equipe técnica e gerencial da empresa na região. A reunião também ocorreu para apresentar os profissionais da Sabesp ao novo prefeito da cidade e a secretários municipais.

De acordo com Juvenal Rossi, a possibilidade de trabalhos conjuntos chega em um momento oportuno. “Economizar água, além de ser fundamental para o meio ambiente, também ajudará a sanear as contas do município. Já que a gestão anterior deixou a prefeitura com muitas dívidas – várias delas desnecessárias”, afirmou.

As primeiras ações da Sabesp em parceria com o município preveem a realização de treinamento e palestras em prédios e escolas públicas por meio do Programa do Uso Racional da Água (PURA) da Sabesp.

De acordo com André Sotero, gerente divisional da empresa, servidores, professores e alunos são fundamentais nesse processo. Os treinamentos são voltados à conscientização a técnicas de utilização eficiente da água. “Todos podem colaborar. Não apenas na adoção de boas práticas de economia no consumo. Os participantes aprendem, por exemplo, a monitorar o hidrômetro com o objetivo de observar registros excessivos de vazão e, consequentemente, identificar possíveis vazamentos nos estabelecimentos”, explicou.

Participaram também da reunião o secretário de infraestrutura urbana, Renato Germano, o supervisor da área, Flávio Spinucci, o secretário de gestão pública, Marco Antônio Bueno e o supervisor da Secretaria de Comunicação, Adlei Valmik. André Sotero esteve acompanhado de sua equipe da Sabesp, o gerente administrativo comercial, Alexandre Angela e o gerente do setor de Várzea Paulista Sidney Tortolano.

Sobre o PURA

O PURA (Programa do Uso Racional da Água) foi criado pela Sabesp em 1996 e contempla uma série de ações que reduzem o consumo em casas, apartamentos, órgãos públicos, comércios e empresas. O município que participa do programa recebe a visita de uma equipe da Sabesp que realiza palestras, treinamentos e identifica ações necessárias.

Entre as medidas indicadas estão a realização de pesquisa e correção de vazamentos, relatórios instantâneos do consumo de água (enviados para um computador ou celular), a troca de equipamentos por outros de baixo consumo como, por exemplo, válvulas para vasos sanitárias, mictórios, válvulas de fechamento automático para chuveiros e torneiras.