Eduardo encerra ciclo de plenárias de prestação de contas

Casa Civil - Destaques

 

O formato transparente, participativo e democrático implantado logo no início do governo Eduardo Pereira, em 2005, referenciou uma nova maneira de gestão pública na região e foi significativo no processo de desenvolvimento da cidade. Orçamento Participativo (OP), OP Jovem e Conselhos Municipais, são algumas das iniciativas utilizadas pela administração para aproximar os moradores da gestão e a prestação de contas de forma direta é parte fundamental desta relação.

O diálogo entre Prefeitura e população aconteceu em todas as regiões de Várzea Paulista, envolvendo a participação de quase mil moradores nas seis rodadas do ciclo de plenárias, iniciado no dia 4 de junho no Ginásio do Jardim Promeca e encerrado na noite da última quarta-feira (4/7), com a participação de grande público no Ginásio Ayrton Senna.

Acompanhado do secretariado municipal, durante um mês, o prefeito Eduardo Pereira teve a oportunidade de mostrar as realizações de seu governo nos últimos sete anos e meio, desta vez, aos moradores do Jardim Maria de Fátima e bairros adjacentes, que conheceram também o que será executado nos próximos seis meses e de que forma o dinheiro público vem sendo investido na cidade.  

 Os primeiros passos

Ao afirmar que Várzea Paulista encontrou o caminho do crescimento de forma sustentável nos últimos sete anos, o prefeito Eduardo lembrou aos participantes das plenárias que os primeiros passos para destravar o desenvolvimento e começar atrair empreendimentos importantes para a cidade, exigiram muito envolvimento e determinação. “Primeiramente tivemos que resolver problemas sérios, entre eles a falta de água e o pouco número de ruas asfaltadas, que era um sofrimento para a população de Várzea Paulista. Hoje, além de não faltar água nas torneiras e garantir abastecimento para os próximos 20 anos, conseguimos a construção da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), que vai tratar todo o esgoto da cidade”, explica Eduardo ao afirmar que até o final do seu mandato todas as ruas da cidade serão asfaltadas.

Uma nova cidade

O prefeito destacou que para conseguir organizar a cidade foi preciso, também, mudar e inserir novas leis, como foi a caso do inédito Plano Diretor criado em sua administração. Além dos graves problemas solucionados logo que chegou à prefeitura, Eduardo apresentou outras conquistas importantes e históricas, entre elas: erradicação do trabalho infantil; urbanização da Vila Real; fim do aterro sanitário e construção do Parque das Orquídeas; conquista do primeiro hospital público; quadriplicou os investimentos em asfalto e de beneficiários do programa Bolsa Família (863 em 2005 para 3.232 famílias em 2012); reformas, ampliação e construção de novas unidades básicas de saúde e escolas municipais; elevou cinco vezes o número de vagas em creches (261 em 2005 para 1.230 em 2012); distribuição gratuita de uniforme e material escolar aos alunos da rede municipal; elevou os índices de desempenho na saúde e na educação (entre os melhores da região); implantação de novo projeto de desenvolvimento social que se tornou referência até internacional; revitalização de praças; duplicação e melhorias na infraestrutura de vias importantes, entre elas as avenidas Duque de Caxias, Arnold Gut e Fernão Dias; conquista do Hino Oficial e a afirmação da identidade cultural da cidade como ‘Cidade das Orquídeas’. “Destravamos o desenvolvimento, atraímos empreendimentos importantes, projetamos a cidade para o futuro, e com isso, podemos afirmar que mudamos a cara da cidade’, orgulha-se Eduardo.

Empreendedorismo e planejamento

Durante as prestações de contas foi mostrado que ao perceberem este novo momento de organização e desenvolvimento de Várzea Paulista, os empreendedores começaram a ter outra visão da cidade e passaram a investir. Entre os empreendimentos privados citados pela Prefeitura estão: o primeiro hotel (está sendo construído o segundo); a primeira faculdade; o banco Itaú abre sua segunda agência; novas lojas se instalam na cidade, entre elas Maravilhas do Lar e Caedu. Além do Boulevard Vila Inglesa, em breve outros centros comerciais serão inaugurados, entre eles: o Chácara Mall (que terá uma loja do Habib’s) e o shopping Center. Além de novos prédios para empreendimentos comerciais e residenciais. Com esse desenvolvimento a cidade implantou seu Plano Diretor e um novo Centro está sendo projetado. “Com a casa arrumada tivemos a possibilidade de executar um planejamento de médio e longo prazo, que Várzea nunca teve. O Várzea 2022 envolveu todas as secretarias, conselhos municipais, OP e a sociedade, que juntos definiram o planejamento da cidade para os próximos dez anos”, orgulha-se Eduardo. 

Obras até o fim do mandato

Faltando seis meses para completar um governo de oito anos, o prefeito Eduardo Pereira diz sentir-se em uma maratona. “Quando olho para a linha de chegada e consigo enxergar a realização dos meus compromissos, sinto que as forças são renovadas”, comemora Eduardo antes de falar sobre a série de obras que serão entregues até dezembro, entre elas: pavimentação de todas as ruas da cidade (exceto regiões de chácaras); maternidade; Unidade de Pronto Atendimento (UPA); Centro Cirúrgico; Pró-Infância; campos de futebol do Cruz Alta e Marajó; inaugurações do novo CRAS Norte e do Centro de Referência da Mulher e também citou como conquista as obras do córrego Bertioga.

Além do grande envolvimento político e técnico necessário para desenvolver o projeto e conquistar as verbas, o prefeito Eduardo discorreu sobre cada etapa do projeto de revitalização do Córrego Bertioga. “O início dos estudos de macrodrenagem dos córregos foi em 2006. Em 2008 a FEHIDRO aprovou o projeto e somente agora tivemos a liberação de verbas. É um processo longo, mas fico feliz em ver que vamos corrigir mais um problema histórico da cidade e proporcionar maior qualidade de vida à população”, comemora o prefeito Eduardo.

Falando ainda sobre as verbas conquistadas por meio de projetos, o prefeito varzino ressaltou que não haverá tempo para concluir todas as obras nos seis meses restantes de sua gestão. “Vou deixar cerca de R$ 18 milhões em verbas com projetos prontos para o próximo prefeito”, diz Eduardo ao manifestar sua felicidade em poder falar com a população da cidade. “Uma das maiores satisfações em governar é poder se reunir com as pessoas, ouvi-las e prestar contas”, admite entusiasmado Eduardo Pereira, após responder as dúvidas dos moradores presentes aos encontros.

A voz da cidade

Para José Gonçalves da Cunha, 59, morador há 34 anos no Jardim América I, foram muitas as melhorias na região nos últimos anos. “Acho muito bonita a atitude do prefeito Eduardo em ser transparente nas suas ações. É um grande respeito com a população que tem o direito de saber como está sendo investido o dinheiro público. Fiquei feliz em ouvir diretamente do prefeito, que até o final do ano será feito o que falta no bairro”, disse Cunha.

Marlene Leite, 48, que mora há três ano no Jardim Cidade Nova II, ressalta que é muito difícil encontrar um prefeito com a postura transparente e democrática de Eduardo. “A população precisa saber o que vem sendo feito. A administração do Eduardo é uma linha divisória na política de Várzea Paulista. Foi este governo que deu outra cara para nossa região e para a cidade como um todo. Uma das coisas que marcaram na sua gestão foi ter acabado com o lixão e construído um lindo parque, além de ter resolvido o problema de falta d’água na cidade”, reconhece Marlene.

 “Este governo de Várzea Paulista vem mostrando respeito pela população desde o início. O espaço que é dado para as pessoas participarem é algo que nunca tivemos na cidade. Foi através do OP que conseguimos obras importantes para nossa região, inclusive elegemos a primeira obra do orçamento participativo, executada pela prefeitura”, lembra José Julio Medeiros Xavier, 50, morador há 22 anos na Vila Santa Terezinha.

Moradora há 18 anos na Vila Marajó, Angelina Fogaça Mesquita, de 65 anos, os últimos sete significaram todo o crescimento da região e da cidade. “Nunca tivemos nossa região e a cidade tão arrumada como vemos hoje. A mudança é clara para quem quer ver. Além disso, nossa cidade nunca teve uma administração tão próxima das pessoas, como acontece no governo do Eduardo”, afirma Angelina.