Prefeitura e IAB lançam concurso público para projeto do novo Paço Municipal de Várzea Paulista

Casa Civil - Destaques

 

Arquitetos de todo Brasil podem participar da concorrência e deverão seguir critérios como acessibilidade e sustentabilidade

A Prefeitura de Várzea Paulista lançou na última segunda-feira (21), um concurso nacional para selecionar o projeto arquitetônico do novo Paço Municipal de Várzea Paulista e, dessa forma, oferecer à população uma estrutura a altura do que a cidade merece. A iniciativa conta com a parceria do Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB, responsável pela organização do processo, que envolve maior transparência e possibilita uma participação plural dos profissionais da área.

A abertura oficial do Concurso Público Nacional Paço Municipal de Várzea Paulista, reuniu, além de arquitetos da região e de várias cidades do estado de São Paulo, o prefeito Eduardo Pereira, o vice Lula Raniero, a presidente do IAB Jundiaí, Mariangela Mazzola, a vice-presidente Mônica Fonseca, o representante da IAB São Paulo, Alan Cury, os secretários municipais, Carlos Maldonado – Gestão – e Cícero Petrica – Obras, Urbanismo e Meio-Ambiente.

O prefeito Eduardo Pereira destacou a importância do projeto para a cidade e a participação do IAB na organização do concurso público. Falou ainda da necessidade dos projetos serem pensados de forma sustentável. “Conseguimos ser referência para o debate nacional por trabalhar projetos inovadores, sempre respeitando o tripé do desenvolvimento sustentável (econômico, inclusão social e equilíbrio ambiental)”, lembrou Eduardo ao concluir: “Após destravar o s impedimentos ao desenvolvimento que havia no passado, começamos a planejar o futuro e hoje é importante pensar um centro novo para a cidade, incluindo um paço municipal adequado”.

Já o vice-prefeito Lula Raniero, falou sobre a postura adotada pela atual gestão, de pensar a cidade com planejamento, para garantir um futuro sustentável. “Mais uma vez Várzea Paulista está olhando para o futuro e fazendo o que poucas cidades fazem no Brasil. Tenho certeza que sob a coordenação da IAB, os arquitetos brasileiros irão desenvolver projetos sustentáveis e adequados à realidade de Várzea Paulista”, afirmou o vice-prefeito Lula Raniero.

Para a vice-presidente do IAB de Jundiaí, Mônica Fonseca, o concurso representa a abertura de discussão ampla para as muitas soluções que serão apresentadas pelos arquitetos. “Por meio do concurso público há uma discussão ampla das muitas soluções pensadas para o mesmo projeto. O premiado será aquele que apresentar a melhor solução diante da avaliação que levará em consideração, por exemplo, o valor econômico da execução do projeto, entre outros”, pondera.

Para o arquiteto e um dos idealizadores do concurso, Araken Martinho, a seleção é sinônimo de justiça na contratação. “O Concurso Público Nacional Paço Municipal de Várzea Paulista é um instrumento justo de contratação, seja pelo valor de mercado, ou, pelo melhor serviço técnico e intelectual contratado”, defende Araken.

 

Benefícios para população

O secretário de Gestão Pública, Carlos Maldonado, lembra que o projeto do Paço Municipal abrigará todas as secretarias municipais, garantindo mais agilidade e comodidade à população. “As secretarias municipais estarão num mesmo espaço para que o cidadão tenha acesso aos serviços públicos em um só local. Assim, o “Mais Fácil”, por exemplo, crescerá e ampliará seus serviços”, exemplifica, ao reforçar que o novo Paço terá espaço de convivência com auditório, biblioteca municipal e uma sala multimídia. “Esse espaço será importante porque os cidadãos poderão frequentá-lo durante toda semana, seja para ir à biblioteca, que oferece um ambiente tranquilo para leitura, seja frequentando a sala multimídia para acesso à internet, e, o auditório que oferecerá estrutura para realização de eventos”, conclui.

Arquitetos aprovam iniciativa

Os arquitetos presentes no evento aprovaram a iniciativa da P refeitura de Várzea Paulista e a parceria com o Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB. “É muito saudável. É um momento onde os arquitetos do Brasil podem discutir arquitetura de forma real e com qualidade. O envolvimento do arquiteto e urbanista Araken Martinho e do IAB no processo é essencial para a credibilidade do processo”, afirma o arquiteto Frederick Merten, 26, do escritório de arquitetura ‘centímetro cúbico’, de Jundiaí.

O arquiteto paulistano Ricardo Vaidergorn, 57, professor de projeto arquitetônico no campus Osasco da Uniban, vê como exemplar a iniciativa da prefeitura de Várzea Paulista. “Ela vai repercutir como muita importância a nível nacional. Há questões interessantes que podem ser materializadas neste projeto arquitetônico. O perfil participativo deste governo, por exemplo, pode ser um detalhe importante a ser considerado neste projeto, que vai melhorar a qualidade de vida da população de Várzea Paulista. A prefeitura e a IAB estão de parabéns por esta iniciativa democrática que irá propiciar a produção de espaços com qualidade”, avalia Vaidergorn.

Requisitos avaliados

Os projetos arquitetônicos serão avaliados por cinco profissionais, dois pertencentes à prefeitura e três ao IAB. Alguns critérios serão analisados como:  contextualização urbana; verificação das possibilidades de implantação da proposta, considerando a acomodação ao perfil natural do terreno, orientação geográfica e relação com o entorno; criatividade, objetividade e clareza no atendimento; atenção às áreas necessárias aos diversos ambientes e às volumetrias recomendáveis.

Outros fatores que entrarão em julgamento, serão a viabilidade técnico-construtiva, que levará em consideração os recursos empregados e a exequibilidade do projeto e a sustentabilidade socioambiental.

Além disso, outro quesito avaliado será a acessibilidade, isto é, respeito à legislação geral que dispõe sobre as facilidades para as pessoas com deficiências físicas diversas; soluções integradas e harmônicas com as utilizadas pelos demais usuários.

As inscrições para os interessados em apresentar projetos poderão ser realizadas pelo site www.concursovarzeapaulista.com.br, a partir do dia 21 de maio e se encerram no dia 24 de agosto e o vencedor terá 180 dias para apresentar o projeto detalhado. Os três primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro. O primeiro colocado receberá a importância de 50 mil reais, o segundo, R$20 mil, e, o terceiro, R$ 10 mil.