Várzea Paulista tem seu Plano de Desenvolvimento

Casa Civil - Destaques

O inédito documento lançado nesta segunda-feira (26) foi construído juntamente com a população ao longo de 2011 para guiar as ações do governo e maximizar o que pode ser alcançado em até dez anos

No mês em que celebra seus 47 anos, Várzea Paulista é presenteada com seu primeiro planejamento para médio e longo prazo. Repensar a cidade de forma ampla, participativa, democrática e projetá-la para o futuro, foi o grande desafio do Programa Várzea 2022, uma iniciativa muito bem vinda do governo varzino, desenvolvida durante o ano passado sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social, envolvendo todas as pastas da administração e seus programas de participação popular.

Lançado na noite desta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Várzea Paulista, o inédito Plano de Desenvolvimento da Cidade – ‘Plano Várzea 2022’ – mostra o que deve ser feito no futuro, tendo como base decisões tomadas no presente. O documento foi elaborado com a participação da população varzina e dos delegados eleitos na série de Conferências realizadas ao longo de 2011, estabelecendo em seu conteúdo as metas que devem ser alcançadas em médio e longo prazo – 2015 e 2022. A redação do Plano de Desenvolvimento foi definida durante o Congresso da Cidade – última fase do ‘Várzea 2022’ -, realizado em dezembro na faculdade Padre Anchieta de Várzea Paulista.

Momento histórico

“O Congresso da Cidade foi um dos momentos mais bonitos que presenciei em Várzea Paulista”, lembra o prefeito Eduardo Pereira, fazendo alusão aos congressos sindicais, estudantis e populares dos anos 80. “Delegados e delegadas votaram nas metas que querem alcançar até 2022 com a certeza de ter o futuro da cidade em suas mãos”, completa.

Os 40 anos de crescimento desordenado da cidade e as demandas primárias que havia foram lembrados pelo prefeito: “Nunca houve planejamento e sem sequer um Plano Diretor, havia demanda de necessidades básicas, como as faltas de água, de tratamento de esgoto, de asfalto na maioria das ruas e de um hospital público”, recorda Eduardo ao concluir que o planejamento hoje realizado só foi possível após resolver estas questões e colocar a casa em ordem. “Foram muitas obras e ações públicas que colocaram Várzea no rumo, mas muito mais importante foi a transformação que proporcionamos na vida das pessoas, que debateram e continuam debatendo o futuro da cidade, que agora tem projeto, tem um plano que norteará o futuro de Várzea Paulista para os próximos dez anos”, orgulha-se.

O vice-prefeito Lula Raniero ressaltou a gestão democrática e participativa implantada pelo governo a partir de 2005, quando a população passou a decidir junto com a administração, por meio do Orçamento Participativo, onde investir em demandas de curto prazo, parte do orçamento do município. “A cidade avançou e com este plano de futuro foi dado outro grande passo para Várzea Paulista continuar avançando”, avalia Lula, ao destacar o grande empenho por parte dos membros do governo e da sociedade civil durante o processo. “Foram 330 reuniões com quase seis mil participações, envolvendo moradores, comerciantes, empresários, lideranças, ativistas, entre outros públicos que participaram de plenárias, conferências e fóruns. Talvez, poucas cidades do país alcançaram um número significativo como este”, reconhece Lula.

O Futuro Digital da Democracia

O evento de lançamento do Plano de Desenvolvimento da Cidade teve a participação especial de Rodrigo Bandeira de Luna, fundador do portal ‘Cidade Democrática’, onde cidadãos e entidades podem se expressar, se comunicar e gerar mobilização para uma cidade cada vez melhor. O convidado palestrou o tema ‘O Futuro Digital da Democracia’, abrindo espaço para discutir de que forma as tecnologias, em especial a chamada “web colaborativa”, estão operando na construção de novos e mais dinâmicos canais de participação, colaboração e construção coletiva de conhecimento em torno de temas públicos.

O palestrante destacou a inserção das tecnologias de informação e comunicação no processo do projeto ‘Várzea 2022’ e demais ações participativas da gestão pública de Várzea Paulista. “Várzea vem fazendo as coisas bem feitas porque a administração provoca a participação, ouve a população e assim sabe o que precisa ser feito. O cidadão varzino está em um momento quente de construção do seu orgulho”, reconhece Rodrigo, ao afirmar que este processo está registrado na web: “Ninguém apaga a verdade que está na internet”, conclui.

A secretária de Desenvolvimento Social, Giany Povoa, que coordenou todo o processo do ‘Várzea 2022’, lembra a importância da plataforma digital como participação popular, principalmente do público jovem. “Foram mais de 900 acessos à plataforma digital em apenas dois meses. Com esta ferramenta aumentamos a participação dos jovens, que já atuam efetivamente por meio do OP Jovem”, avalia Giany. Representando a Câmara Municipal, o vereador Mauro Batista reconheceu o bom trabalho da administração e o desenvolvimento da cidade nos últimos sete anos. “Este governo sabe a importância de ter a participação popular em sua gestão e é isso que vem fazendo desde 2005 de forma democrática, utilizando todas as ferramentas disponíveis para ouvir a população”, reconhece o parlamentar.

Prefeito nomeia Comissão

Ao final do evento, o prefeito Eduardo Tadeu Pereira assinou a Portaria de Nomeação dos membros que representarão o governo e a sociedade civil na Comissão de Acompanhamento do Plano de Desenvolvimento da Cidade. Os 15 membros titulares da Sociedade Civil, que terão a responsabilidade de acompanhar e fiscalizar a implantação das metas estabelecidas no Plano são: Cléia Gonçalves Oliveira, Roger Antonio Vieira, Marlene Leite, Maria Aparecida da Silva Marçal, Simone Alves, Mirian de Lima Silva Paschoal, Rosalina Manuela Luchesi, Heitor de Góes Maciel, Luciana Viegas, José Maria dos Santos, José Aparecido Ribeiro, Daniela Gomes Malta, Guilherme Henrique Andrade, Aparecida das Dores Pereira e João Donizeti da Cunha. A Sociedade Civil teve ainda a nomeação de seis membros suplentes, sendo eles: Natália Fernanda de Souza, Denise Cristina Rodrigues Rocha, Maria de Lurdes Phillipphuss Trindade, Simone Alves batista, Eva Tereza Xavier de Sá e Maria Aparecida de Fátima Pires.

Para representar o governo na Comissão de Acompanhamento do Plano de Desenvolvimento da Cidade foram nomeados os secretários municipais: Giany Aparecida povoa, Luciano Braz de Marques, Carlos Maldonado, João Antônio Cardoso, Luiz Fernando Nogueira Toffani, Geraldo Aparecido de Freitas, José Luis Pio Romera, Cícero Pedro Petrica; os supervisores de departamento: Celiana Luzia de Almeida Santos, Carolina Vitti Domingues, Eufraudísio Modesto Filho, Uilder Cássio de Freitas, Thaís Cortez Tosatto, Vera Regina Bruno e o diretor de departamento José Felipe Guatura.