Grupo de teatro anima Semana Nacional de Trânsito em Várzea

Casa Civil - Destaques

A Via Certa Teatral foi criada em 2002 pela gerenciadora de trânsito de Ribeirão Preto. Ela trabalha peças de rua, para o público infantil e infanto juvenil. Aborda os temas, Educação no Trânsito e Segurança Pública

Como parte das comemorações da Semana Nacional de Trânsito, que acontece entre os dias 18 e 23 de setembro, a Prefeitura e a Secretaria Municipal de Transportes Públicos e Trânsito contrataram para fazer parte das ações a Via Certa Teatral. A Companhia fará apresentações para alunos da rede um, em dois horários: às 8h30 e às 13h.

A Via Certa Teatral foi criada em 2002 em Ribeirão Preto pela gerenciadora de trânsito da cidade. A Companhia administrada pelo ator Rober Caligari é especializada em trabalhar teatros de rua; peças para público infantil e infanto juvenil. Aborda os temas Educação no Trânsito e Segurança Pública.

Para as crianças de Várzea Paulista a Companhia preparou a peça ‘A viagem da estrela’ que é uma adaptação do conto ‘Pequeno Príncipe’. A história conta parte da vida da menina Maria, que vive em outro planeta apenas com sua amiga Rosa, uma flor delicada e mandona. Certa vez Maria se irrita com a amiga e decide fugir para a Terra. Quando ela chega aqui inicia a aventura, pois ela se depara logo com o trânsito agitado, seus perigos e suas regras, que até então aram desconhecidos para ela. Ao longo da história, Maria passa a conhecer e apresentar ao público as principais regras e cuidados a serem tomados no trânsito.

O ator Rober Caligari diz que todo o clímax da narração é unicamente para educar e informar as crianças sobre as regras e cuidados a serem tomados por elas. “A educação no trânsito deve ser ensinada desde cedo. Com uma boa base e informações precisas, as crianças crescem mais conscientes daquilo que é certo ou errado”. Quem compartilha da mesma opinião do ator, é o secretário municipal de Transporte Público e Trânsito, Paulo Rezende. “As crianças são o futuro da cidade. Ao serem educadas, começarão a ter ciência que boas atitudes e consequências também podem depender delas”, diz o secretário.