GM e PM participam de capacitação sobre atuação motorizada

Casa Civil - Destaques

O objetivo maior da ação é aprimorar a qualidade do trabalho dos agentes de segurança. Os Guardas Municipais de Campo Limpo Paulista também foram convidados a realizar o curso.

Os Guardas Municipais e os Policiais Militares que fazem parte da ROMO (Ronda Ostensiva Motorizada) de Várzea Paulista passaram por um treinamento de aprimoramento para a atuação com moto. O curso teve duração de 16 horas, divididas entre aula prática e teórica, e foi realizado na última semana. O treinamento foi realizado na Secretaria Municipal de Segurança Pública pelo capitão da PM Eduardo Yasui.

Também estiveram presentes para participar do curso, os guardas municipais de Campo Limpo Paulista. Segundo o coordenador de trabalhos operacionais da GM de Várzea Paulista, Eli Cunha, essa integração entra cidades e repartições de segurança é de extrema importância, principalmente para a população, que é a maior beneficiada. “Os municípios precisam que os agentes de segurança estejam interados para desempenhar e dividir de melhor maneira os trabalhos a serem realizados”.

Ainda segundo ele, o capitão Yasui abordou temas de relevância para melhor atender aos munícipes. As palestras e treinamento prático consistiram no aprimoramento de patrulhamento ostensivo; abordagem e recolhimento de suspeito; como embarcar e desembarcar da moto; e segurança particular e do companheiro de serviço. “Tudo o que foi estudado teve como prioridade a integridade física dos agentes e da comunidade e direitos humanos”, diz Cunha.

O agente municipal Anderson Martiniano está na Guarda Municipal há 16 anos e é supervisor da ROMO há um ano. Ele garante que neste tempo são realizados trabalhos de aperfeiçoamento, porém nunca houve uma interação entre repartições como na ocasião. “Nesta etapa de aperfeiçoamento o envolvimento entre os agentes de Várzea e de Campo Limpo foi bastante proveitoso. é importante termos uma relação sadia, pois trabalhamos em prol de um único objetivo: a segurança pública”, diz o agente. “O maior objetivo do curso foi o aprimorar a qualidade de trabalho e, como consequência, melhorou a integração entre os agentes”, complementa.