Prefeitura promove II Conferência Municipal da Juventude

Casa Civil - Destaques

As discussões em torno do Plano Várzea 2022 estão movimentando as comunidades de Várzea Paulista. No dia 31 de agosto foi a vez dos jovens discutirem as políticas públicas de pequeno, médio e longo prazo para a área, na II Conferência Municipal de Juventude. O prefeito Eduardo Tadeu Pereira participou do evento, que teve como “Juventude, desenvolvimento e efetivação de direitos”.

 A partir dessa temática, foram apresentados os resultados da pesquisa do Observatório da Juventude de Várzea Paulista, realizada em 2010, além de ter sido promovido debate sobre o Plano Nacional de Juventude (2011-2015) e a articulação entre as políticas públicas para o público em questão.

Para Eduardo, a Secretaria de Desenvolvimento Social do município vem desenvolvendo um trabalho exemplar. “Essa secretaria está dando muito orgulho à Várzea Paulista. E percebemos que em nossas conferências, as pessoas participam efetivamente, avaliam e discutem propostas”.

O prefeito também ressaltou que a cidade é jovem, assim, como os participantes da Conferência e que o evento vem somar as forçar da juventude varzina ao potencial do município. “Várzea Paulista é uma cidade jovem, tem 46 anos e que precisa de pessoas que pensem no seu futuro. Precisamos pensar o que queremos ser daqui a dez anos, em 2022. Tiramos muitos atrasos da cidade e temos muito ainda a fazer para construir e melhorar e este é nosso desafio nesta Conferência. Estamos aqui para fazê-la funcionar, para envolver todos vocês que têm vontade de pensar na nossa cidade para daqui alguns anos.”

A secretária de Desenvolvimento Social, Giany Povoa, destacou a importância do evento. “A Conferência da Juventude é muito importante porque Várzea Paulista é uma cidade jovem. É uma oportunidade para o público conhecer o que a cidade oferece e o que a cidade ainda não dispõe para esse segmento, além de ser um espaço para debates e sugestões, com a finalidade de promover cada vez mais a inclusão social.”

 

Dinâmica

A Conferência foi desenvolvida de acordo com o Regimento Interno da Conferência Nacional da Juventude. No início foi feito o credenciamento dos participantes e apresentação cultural. Posteriormente foi realizada apresentação de um diagnóstico das questões relacionadas à juventude da cidade e um debate com diversos temas de interesse do segmento.

A secretária de Desenvolvimento Social, Giany Povoa apresentou o diagnóstico da cidade para os jovens com a perspectiva de pensamento no seguinte eixo “A cidade que temos e a cidade que queremos”.

Ela expôs as ações que vêm sendo desenvolvidas pelo Governo Municipal, relativas às questões de direitos de democracia participativa, direito à paz cívica e à seguridade da cidade, direitos de crianças, adolescentes e jovens, a serviços públicos, culturais, à moradia e ao domicilio, à água potável e aliemntação, ao desenvolvimento urbano sustentável e direito à cidade, este que engloba em seu conceito o Plano Várzea 2022.

Os jovens inovaram na maneira de apresentar os temas, por meio de fanzines, e cada CRAS ficou responsável pelo desenvolvimento de um assunto. Os eixos de debate são: Integração das Políticas Públicas Para a Juventude (CRAS Central); Cultura, Esporte e Lazer (CRAS Central); Participação Popular (CRAS Oeste); Trabalho (CRAS Oeste); Infraestrutura e Mobilidade Urbana (CRAS Norte); e Educação (ensino médio, profissionalizante e universitário)- CRAS Norte. O integrante do grupo 288, Edu Festa, prendeu a atenção dos presentes com sua criatividade no freestyle no RAP, apresentando cada subtema de forma descontraída.

 

Propostas

Os eixos de debate geraram muitas sugestões por parte da juventude presente. O tema “Juventude e Trabalho” ganhou força entre os integrantes do CRAS Oeste que propuseram salários mais justos, mais vagas de empregos para os jovens, cursos preparatórios para o primeiro emprego e política de estímulo ao primeiro emprego.

Quando o tema tratado foi infraestrutura e mobilidade urbana, também não faltou participação ativa dos presentes. As sugestões que sugiram foram: aumentar a frota de ônibus; formar uma mesa de negociação para que a Prefeitura se comunique com as empresas de transporte e ônibus por R$1,00 aos finais de semana para os jovens.

Também foi proposta uma mesa de negociação para a criação de um bilhete único de transporte. Os jovens também demonstraram estar preocupados com a inclusão social das pessoas com deficiência física. Desta forma, sugeriram que a acessibilidade fosse promovida aos cadeirantes, aos que apresentam mobilidade reduzida e também aos deficientes visuais.

Quanto ao tema educação, estão entre os anseios dos jovens a implantação de escolas técnicas profissionalizantes a partir de pesquisas do segmento na cidade e como continuidade da educação formal. A implantação de universidades públicas também é do interesse da juventude varzina, tanto na cidade, quanto nas cidades que compõem a região.

Eles também desejam implantação de pesquisas participativas para entender o fenômeno da evasão escolar e criação de um plano de ação de cada escola para estimulo à continuidade da educação formal e profissionalizante permanente, com ênfase no 9º Ano. A vontade dos jovens é que também seja aperfeiçoado e ampliado o programa “Permanecer” que estimula a permanência e conclusão do ensino fundamental e médio.

As propostas para cultura, esporte e lazer mostraram que o jovem deseja a expansão dessas áreas para que a cidade seja vista com vitalidade cultural. Assim, sugeriram ampliar ofertas de cultura, esporte e lazer para juventude, mapeamento cultural permanente, festivais e eventos culturais permanentes, valorização dos espaços de ocupação já existentes, construção de espaços públicos que sejam arenas multiuso descentralizados, para que todos possam ocupar com atividades, e, desejam ainda que seja criado um canal virtual de divulgação dos talentos locais.

Quanto ao tema relacionado à juventude e participação popular, eles desejam que seja criado um Conselho Municipal de Juventude e articulação deste conselho, que uma vez criado estimularia grêmios estudantis e todas as questões que referem-se aos interesses dos jovens para um futuro ainda melhor; integração de políticas públicas a juventude; aprofundar o debate da participação juvenil no Plano Municipal de Políticas Públicas para Juventude; criação de um canal virtual de  um controle social juvenil e a elaboração do Plano Municipal de Juventude (2012-2015).

Na ocasião também foram eleitos delegados, que serão responsáveis pela defesa das propostas para os jovens no Congresso da Cidade, parte integrante do processo do Plano Várzea 2022.