Em Várzea, presidente do Sebrae enaltece crescimento econômico do País

Desenvolvimento Econômico - Destaques

A Prefeitura de Várzea Paulista iniciou a semana dando uma grande aula e incentivo aos microempreendedores do município e região, ao receber a visita do presidente do Sebrae (Serviço de Atendimento às Micro e Pequenas Empresas), Paulo Okamoto, que ministrou uma palestra sobre  microempreendimentos. Convidado pela secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Okamoto considera o Brasil um País fértil para a instalação de pequenas empresas, tendo como base os 12 milhões de empregos gerados ao longo do governo Lula. “A maioria desses empregos foi gerado nas pequenas empresas”, garante.

Consideradas durante a palestra a forma mais democrática de distribuir renda, as microempresas, segundo Okamoto, representam uma atividade econômica que promove a inclusão de diversas classes e gêneros da sociedade que por vários motivos encontram dificuldades de ingressar no mercado. “É um ramo que oferece oportunidade para os jovens, mulheres e pessoas com uma idade mais avançada, que ainda não se aposentaram, mas que encontram dificuldade de se manter no mercado”, avalia.

Ainda seguindo o raciocínio da estabilidade econômica do País, ele vê o Brasil como a 5ª potência mundial daqui a cinco anos. Para acompanhar essa tendência, Paulo acredita que é necessário o aumento do número de pessoas empreendedoras que ofereçam novos produtos. “Dessa forma aumentaríamos o número de produtos exportados, garantindo uma melhora significativa na balança comercial”, analisa.

Para o prefeito Eduardo Pereira, o Sebrae é uma importante fermenta de crescimento para o país. “Estamos buscando no Brasil estimular o desenvolvimento econômico em sintonia com o social, papel que o Lula exerceu brilhantemente. E o Sebrae tem sido um grande parceiro nessa jornada”, afirma.

Realidade varzina

Paulo Okamoto destacou em seu discurso a importância da Lei Geral de Micro e Pequenas Empresas, por garantir benefícios, como a simplificação das atividades empresariais e garantia de tratamento diferenciado às empresas em seus municípios.

Várzea é a única cidade da região que implantou a Lei Complementar número 187, que colocou em vigor no ano de 2007, a Lei Geral Municipal, instituindo um tratamento especial às microempresas e empresas de pequeno porte. A lei oferece benefícios e isenções aos microempreendedores. 

Tal lei tem atraído novos investidores e despertado o empreendedorismo no município. Em 2009, 132 novos comércios se instalaram em território varzino e 168 novos prestadores de serviços surgiram na cidade. Neste ano, já são 67 novos comércios e 71 prestadores de serviços. “Estamos registrando um crescimento expressivo nesse setor, o que coloca o município em uma média 10% acima do Estado de São Paulo”, explica Valdir de Lima, secretário de Trabalho e Desenvolvimento Econômico.