OP: População já tem 70% das obras atendidas

Casa Civil - Destaques


“Vejo as demandas que foram eleitas nos ciclos anteriores do OP sendo concretizadas a cada dia. Isso estimula a nossa participação”. A frase de Alberto Aizza, morador da Vila Marajó, traduz a realidade do Orçamento Participativo em Várzea Paulista. O que para alguns parecia uma ilusão em 2005, quando o processo de participação popular começou a ser implantado, hoje se concretiza na realização das demandas eleitas pela população das seis regiões de Várzea Paulista. As conquistas são perceptíveis em toda a cidade.

De 2005 a 2009, foram eleitas 80 demandas entre obras e serviços, durante os ciclos do OP. As 15 eleitas no ciclo do ano passado já foram incluídas na Lei Orçamentária Anual de 2010. Das 65 restantes, 45 estão concluídas, ou seja, 70% já foram entregues à população e grande parte das outras terá andamento com a chegada do período de estiagem.

Não são apenas os números que comprovam o poder de realização dessa parceria entre Prefeitura e população: as obras e serviços conquistados através do Orçamento Participativo já são evidentes na cidade. Logo na avenida Fernão Dias Paes Leme, uma das principais vias da cidade, é possível avistar uma das demandas eleitas durante o primeiro ciclo do OP, a Praça da Bíblia, no Jardim Primavera, que hoje recebe pessoas de todas as idades, nas pistas de skate, mesas de jogos e atividades culturais realizadas no palco central.

Mais Educação e Saúde

A participação popular também garantiu a construção de duas novas escolas: as Emeis Padre Wilfrido Wieneke e Paulo Freire, nos Jardins Bertioga e Promeca, respectivamente, além da ampliação da creche do Jardim Cruz Alta, garantindo a inclusão de mais de 500 alunos nas aulas. Também através do OP, a população da Vila Real, bairro com cerca de 14 mil habitantes, conquistou a sua primeira unidade de saúde, que funciona como Unidade de Saúde da Família (USF). “É a participação popular que está dando o tom para as ações e os investimentos cotidianos da Prefeitura, garantindo o diálogo aberto entre governo e a comunidade. Isso garante que a nossa atuação coincida com os verdadeiros anseios dos varzinos”, considera o prefeito Eduardo Pereira.

Conforto e segurança

Além das obras na área de lazer, saúde e educação, a população elegeu dezenas de demandas na área de infraestrutura urbana. Hoje, os pedestres andam com segurança pela Ponte Seca, com a construção da passarela de pedestres, assim como passam com tranquilidade por muitas vielas que há tempos estavam abandonadas.

As reclamações com a lama, nos dias de chuva, e a poeira, nas épocas secas, já não fazem mais parte da vida dos moradores de importantes vias da cidade, como a Avenida Manacá no Jardim Bertioga; avenida Barretos e ruas Timbó, Guaporé e Ubatã, nos Américas; e rua Victorio Rossi, entre dezenas de outras vias que a população escolheu para serem pavimentadas.