nome da pagina

Vacinação contra febre amarela não tem alterações em Várzea Paulista

Imunização é disponibilizada a pessoas que vão viajar para áreas de risco e moradores de regiões com características rurais

 

A Prefeitura de Várzea Paulista informa que não há alteração no sistema de vacinação contra febre amarela no município. A imunização continua sendo disponibilizada a pessoas que vão viajar para áreas de risco e moradores de regiões com características rurais, de bairros como Sítio do Mursa, Chácaras São Guido, Chácaras Santa Martha e Jardim Gauchinha.

 

Regiões com características rurais

 

 

Funcionários da Unidade Gestora de Saúde de Várzea Paulista realizaram em abril, uma visita casa a casa nos bairros com características rurais. Os moradores, que na oportunidade, não foram imunizados, podem comparecer a UBS apresentando comprovante de residência, para tomar a dose da vacina.

 

Viagem para áreas de risco

 

 

Os moradores de Várzea Paulista que forem viajar para áreas que exigem a vacina devem fazer o agendamento prévio na Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência. E então é marcado um horário para receber a imunização, que é disponibilizada nas UBSs Vila Popular e América IV.

 

A imunização é direcionada a viajantes para áreas de risco e é aplicada a partir dos 9 meses de vida, salvo em áreas com maior incidência da doença (nos quais a vacina é administrada com 6 meses de vida). Grávidas e mulheres que estão amamentando não recebem a vacina e usuários acima de 60 anos passam por uma triagem feita pelo serviço de saúde. A vacina será contraindicada para pessoas acima de 60 anos, caso elas portem doenças autoimunes ou façam uso prolongado de corticoides, além de pessoas de qualquer idade que têm alergia ao ovo, pois a vacina é feita no embrião do ovo. “O frasco tem cinco ou dez doses e, uma vez aberto, tem a duração de seis horas. Por isso, é feita uma otimização, para atender toda a demanda da cidade, sem haver perda de doses”, explica.

 

Viagens internacionais

 

 

Em usuários que se deslocarão para fora do país, a Prefeitura de Várzea Paulista, por meio do Setor de Vigilância Epidemiológica, às sextas-feiras, das 9 às 12 horas e das 13h30 às 16h30, emite o CIVP - Certificado Internacional para Viajantes, um serviço da Anvisa que é oferecido, em parceria com o setor municipal, aos munícipes varzinos. A vacina deve ser recebida 10 dias antes da viajem e o viajante realiza seu pré-cadastro no site da Anvisa. Os munícipes devem estar munidos de documento com foto, cartão de vacina e comprovante de endereço, para que a Vigilância Epidemiológica inclua os dados da vacina e emita o cartão que vale por toda a vida. O documento é emitido somente para países que exigem o cartão internacional. As orientações devem ser verificadas no site da Anvisa.

 

O Setor de Vigilância Epidemiológica de Várzea Paulista está situado na Rua João Póvoa, 97 - Jardim do Lar, na Unidade Gestora Municipal de Saúde (prédio do Facilita).