nome da pagina

Acesse novos informativos sobre violência doméstica

Guarda Civil Municipal disponibiliza materiais explicativos sobre a violência dentro de casa e os procedimentos a serem tomados

 

 

A GCM de Várzea Paulista publica dois materiais informativos por ela produzidos, sobre a violência doméstica, com explicações e orientações com relação a essa prática e aos canais de atendimentos disponíveis na cidade. É possível acessá-los e imprimi-los.

 

Para visualizar o livreto voltado às crianças, clique aqui.

 

O folder para adultos está disponível aqui.

Itinerários e horários do novo transporte público entre bairros

 

Clique e visualize sua linha de preferência

 

 Imagem integracao

 

 

Obras da Vila Real transformarão o bairro

top materia restruturacao vila real

 

A Prefeitura está dando andamento às obras de reurbanização da Vila Real, que representam uma significativa transformação da infraestrutura do local, fruto de convênios com os Governos Estadual e Federal. O bairro recebe em breve o Centro Comunitário, espaço para a realização de reuniões da comunidade e outros compromissos. Também estão previstas a pavimentação e drenagem de todas as vias do bairro, a transferência de 292 famílias em áreas de risco para apartamentos populares no Cidade Nova II, entre várias outras benfeitorias históricas. Ao todo, devem ser investidos mais de R$ 21 milhões, segundo a estimativa atual.

 

Ações diversas darão um novo aspecto à área: 36 vias serão asfaltadas e receberão o sistema de drenagem de águas pluviais; quatro muros de arrimo e nove escadas hidráulicas serão executados, além de um trevo entre a Rua Ilha Bela e a Marginal do Rio Jundiaí, para que os motoristas possam acessar o bairro da Ponte Seca; e o córrego da Rua Ilha Bela receberá canalização. Ao todo, serão executados: 3 km de ruas pavimentadas; 101 bocas de lobo; 31 bocas de leão (com mais espaço para a água das chuvas); 30 grelhas; 832 toneladas de asfalto; 902 mil m³ de concreto (pavimentação de ruas mais inclinadas); 2.385 toneladas de base asfáltica; e 7.600 toneladas de material reciclável para a formação da base.

 

Também se destaca a construção de 292 habitações populares para famílias da Vila Real residentes em áreas de risco, já cadastradas pela Secretaria de Desenvolvimento Social, de acordo com o perfil socioeconômico de cada uma.

 

Para conferir o projeto na íntegra, clique aqui.

Preços diferentes em compras com cartão ou dinheiro

Lei com permissão desse tipo de cobrança foi sancionada na última segunda-feira (26)

 

 

Foi sancionada, na última segunda-feira (26), a Lei que permite a cobrança diferenciada de valores, de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo consumidor

 

Na prática, caso o cliente opte por pagar em dinheiro, poderá ter um desconto, já que não existem as despesas administrativas que são cobradas quando os pagamentos são efetuados com cartões de crédito, débito, boleto ou cheque, por exemplo.

 

Entretanto, é preciso que o consumidor fique atento, pois os descontos – de acordo com a lei – não são obrigatórios, logo, o cliente deve pechinchar e procurar estabelecimentos que adotem a concessão de descontos como prática. 

 

De acordo com Luiz Filipe Soares Cesar e Ricardo Rodrigues, dirigentes do Procon de Várzea Paulista, a Lei estabelece ainda que é dever do fornecedor que optar por dar desconto, informar o consumidor, com a colocação de cartazes e avisos em local visível e de fácil acesso, quais são os percentuais oferecidos pelo estabelecimento, de acordo com a forma de pagamento e os prazos escolhidos pelo cliente.

 

O Procon de Várzea Paulista funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, no Facilita. O prédio fica na Rua João Póvoa n.97 - Jardim do Lar. O atendimento é realizado apenas com apresentação de documento original e os telefones são 4595-0559 e 4595-0557.

Vacina contra HPV para meninos está disponível

Garotos de 12 e 13 anos vão receber duas doses da vacina, com intervalo de 6 meses

 

 

As Unidades Básicas de Saúde de Várzea Paulista estão preparadas para a vacinação contra o HPV em meninos. Conforme orientação do Ministério da Saúde, meninos de 12 e 13 anos devem ser imunizados contra a doença - duas doses da vacina são aplicadas, com um intervalo de seis meses entre elas.

           

Também receberão as doses as meninas que tiverem chegado aos 14 anos sem tomar a vacina ou que não tiverem completado as duas doses indicadas. A faixa etária das meninas continua dos 9 aos 13 anos.

 

O Brasil é o primeiro país da América do Sul e o sétimo do mundo a oferecer a vacina contra o HPV para meninos em programas nacionais de imunizações. A faixa etária será ampliada, gradativamente, até 2020, quando serão incluídos os meninos entre 9 e 13 anos.

 

Para receber a dose da vacina, basta comparecer à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, com a carteira de vacinação e documento pessoal. As UBSs do município funcionam de segunda a sexta-feira, das 7 às 16 horas. 

 

 

HPV para meninos

 

O esquema vacinal para os meninos contra HPV é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla (9 a 26 anos) e o esquema vacinal é de três doses (intervalo de 0, 2 e 6 meses). No caso dos portadores de HIV, é necessário apresentar prescrição médica.

            

A estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. A definição da faixa etária para a vacinação visa proteger as crianças antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus.

 

 

HPV para meninas

 

Nas meninas, o principal foco da vacinação é proteger contra os cânceres de colo do útero, vulva, vaginal e anal; lesões pré-cancerosas; verrugas genitais e infecções causadas pelo vírus.

 

Fonte: Ministério da Saúde