nome da pagina

Exposição cultural na Cemeb Professora Juvelita Pereira da Silva atrai pais e alunos

Comunidade escolar compareceu para conferir os trabalhos desenvolvidos

 

O Centro Municipal de Educação Básica (Cemeb) Professora Juvelita P. da Silva, na Vila Real, abriu os portões para a comunidade escolar conferir a exposição cultural elaborada pelos professores e alunos nesta sexta-feira (8).

 

O projeto é desenvolvido durante o ano inteiro, com todas as turmas – ao todo, 780 alunos em três períodos – elaborando atividades sobre temas específicos. A exposição cultural é realizada com o objetivo de divulgar o trabalho produzido nesses projetos.

 

 

 

“Pra mim, a exposição cultural é um orgulho. Fico feliz em poder mostrar esse trabalho para toda comunidade escolar, pois dá sentido a tudo o que eles vêm estudando ao longo do ano”, conta a diretora Silvia Helena Nogueira (ao centro, na próxima foto). “O alunos ficam animados em poder mostrar os resultados dos projetos realizados”, completa.

 

 

 

Silvia explica que esta é a segunda edição da exposição, que até então não era um costume da unidade, mas que, devido ao sucesso da anterior, trouxe ideias amadurecidas e novidades para 2019.

 

 

Irineide Aparecida da Cruz, moradora da Vila Real há 40 anos, compareceu a Cemeb para conferir o projeto da filha Samara Vitória da Cruz Silva, de oito anos. “Eu estou achando muito legal. Isso os motiva, eles se sentem. Ela me disse ‘mãe, vamos, você tem que ver’. Eles mostrando a experiência e se sentindo super orgulhosos, amei participar”, conta. “Isso existia há muito tempo atrás, quando eu era criança, na escola, agora participando desta exposição resgatei as memórias da minha época”, completa.

 

 

As salas estavam decoradas conforme os temas estudados. O 1º ano participou do projeto ‘sacolinha de leitura encantada’, já o 2° ano desenvolveu o projeto lixo, reutilizando objetos que iam ser jogados fora. As regiões do Brasil foram estudadas pelo 3° ano e o sistema monetário, com destaque para a brincadeira torta na cara com problemas matemáticos, foi o tema do 4° ano. O sistema planetário, bem como os experimentos de ciência foram estudados pelo 5° ano. Uma novidade foi a participação do Ensino de Jovens e Adultos (EJA), que apresentou um projeto sobre a filtragem da água, e da turma de 25 haitianos que estudam na escola, decorando a sala sobre a cultura e costumes do Haiti.