nome da pagina

Prefeitura atua contra consumo de álcool por menores de idade na Orquivárzea 2019

Equipes distribuirão cartazes informativos em pontos comerciais da cidade e panfletos, para participantes da festa

 

A Prefeitura de Várzea Paulista está atenta ao problema da ingestão de álcool por menores de idade e prepara uma campanha contra esse tipo de consumo durante a 14ª Orquivárzea, evento de 13 a 15 de setembro. As pastas de Desenvolvimento Social e Cultura e o Departamento de Comunicação, preparam, em parceria, o pacote de ações que inclui a fixação de cartazes informativos em pontos comerciais da cidade, sobre os efeitos do álcool e a proibição da venda a menores de idade. Os servidores também entregarão panfletos aos participantes do evento. “Queremos evitar esse consumo durante a festa”, declara o gestor executivo de Desenvolvimento Social, Reinaldo da Silva.

 

Segundo o administrador, durante as visitas aos estabelecimentos comerciais, para a fixação dos cartazes, os agentes da Prefeitura também orientarão brevemente os comerciantes sobre a venda ilegal de bebidas alcoólicas a menores.

 

Alguns exemplos dos danos provocados por essas substâncias podem ser conferidos no site do Cisa (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool). De acordo com um texto publicado pelo órgão, as taxas de acidentes de trânsito quando houve uso de álcool são maiores nos jovens de 16 a 20 anos do que com motoristas de 21 anos ou mais. Os adolescentes também são vulneráveis aos danos cerebrais causados pelo etanol, que podem contribuir para o desempenho ruim no trabalho ou escola. Jovens que consomem essas substâncias também têm maior probabilidade de desenvolver uso abusivo ou dependência alcoólica. Confira mais.

 

 

Além da distribuição dos folders informativos, ao longo dos dias de festa, conselheiros tutelares da cidade também farão averiguações e orientações, caso identifiquem o consumo de bebida alcoólica por menores.

 

Os materiais distribuídos antes e durante o evento também permitirão divulgar as atrações dele.

 

 

 

Consumo precoce aumenta nacionalmente

 

Dados finais de estudo do Cisa, abordados pelo portal do Jornal de Jundiaí, no último domingo (18), dão conta de que, em nosso país, o consumo de álcool tem sido iniciado aos 12 anos. Nessa idade, os menores ainda são crianças, já que, de acordo com o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente), a adolescência se inicia um ano mais tarde e vai até os 18 anos. O mesmo estudo aponta avanço no abuso do álcool por adolescentes. Para mais informações, acesse a matéria completa.