nome da pagina

Prefeitura supera cenário difícil e alcança equilíbrio fiscal

Superávit fiscal de R$ 13.089.82,17 é resultado de contenção de gastos, sem perda de qualidade nos serviços ofertados à população

 

Desde 2013, a Prefeitura de Várzea Paulista fez vários esforços para equilibrar as finanças do Município. Em 2018, a administração municipal zerou o déficit e alcançou o superávit fiscal de R$ 13.089.822,17, superando o déficit de dezembro de 2012 (último ano da gestão anterior) — R$ 78.616.505,42. O Governo Municipal conseguiu equilibrar o orçamento e gastar adequadamente os recursos municipais. As contas foram apresentadas em uma entrevista coletiva, na tarde da última terça-feira (30), na Praça CEU. “Queremos acelerar os benefícios, pois, quando setores da sociedade tomam ciência desses dados, a cidade tende a ganhar. Não estamos só celebrando o resultado, mas agindo com transparência”, explicou o gestor municipal de Planejamento e Inovação, David Alexandre, cuja pasta coordenou o ajuste fiscal realizado.

 

 

 

Benefícios gerados

 

O resultado financeiro, junto dos esforços para quitar as dívidas e pagar as contas atuais em dia, dá à Prefeitura a facilidade de comprar os materiais e itens necessários ao andamento dos serviços públicos prestados na cidade. “Era difícil passar alguns finais de ano, sem todos os recursos necessários, e ter de tomar decisões, mas era preciso seguir”, relatou o prefeito Juvenal Rossi.

 

 

Estar no azul também contribui para a administração municipal poder aumentar seu potencial de investimento, já que, dessa forma, tem a documentação necessária à obtenção de empréstimos de longo prazo. As parcelas são pequenas e, com o valor, é possível promover novas melhorias à população.

 

As finanças em ordem garantem uma estabilidade administrativa, já que é possível, com uma arrecadação acima dos gastos, manter os quadros existentes no governo e, assim, o mínimo de estabilidade nos serviços prestados aos munícipes, atualmente.

 

Segundo o prefeito, a atual situação da Prefeitura permitirá a seu sucessor realizar importantes feitos para Várzea Paulista. E o ideal é que essa responsabilidade financeira possa perdurar. “O respeito para com o Município foi fundamental para chegarmos a esses números. A credibilidade que alcançamos nos dá esperança, para que a cidade possa viver conquistas ainda melhores”, complementa. “Tivemos de fazer muitos cortes e tomar decisões indigestas para chegar a esse resultado. Recentemente, um auditor fiscal do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, após analisar nossas contas, elogiou o trabalho feito ao longo dos últimos anos e disse esperar que os próximos governantes mantenham o que temos realizado em relação às finanças da cidade”, citou.

 

 

 

Vitória da cidade

 

O vice-prefeito de Várzea Paulista, Rodolfo Braga, reconheceu o esforço feito por toda a Prefeitura. “Não posso deixar de agradecer a todos os servidores de nossa cidade. Cumprimos um desafio com metas, prazos e responsabilidade. Obrigado, prefeito, pelas orientações e por me permitir fazer parte deste trabalho!”, elogiou.

 

De acordo com a gestora municipal de Finanças, Marli Ramos, o Município encontrou um desafio enorme em janeiro de 2013. “Graças a Deus, com muito esforço e garra, demos uma boa amenizada na situação. Queremos manter o Município desta forma e deixá-lo melhor para o munícipe, ao final deste mandato, e não defasado como o encontramos”, afirmou.

 

 

 

Conquistas a serem concretizadas

 

Segundo Rossi, em breve a cidade deve conseguir o aporte financeiro necessário para solucionar de vez o problema das enchentes no Córrego Bertioga, com, entre outras medidas, um aumento da capacidade de escoamento abaixo da ferrovia da cidade.

 

Somente neste semestre, 17 vias públicas de vários bairros receberam asfalto novo e a Prefeitura trabalha para viabilizar outro pacote de recapeamentos, em breve.

 

A Prefeitura está reformando a UBS (Unidade Básica de Saúde) Vila Popular e iniciará a reforma da Unidade da Vila Real nos próximos dias. A ideia é cumprir o plano de governo e ter reformado todas as UBSs até o fim de 2020.

 

O prefeito também deixou claro que o Município busca viabilizar uma represa, próxima à Avenida Marginal do Rio Jundiaí, que aumentará a capacidade de armazenamento e fornecimento de água à população, com mananciais próprios.

 

“Temos que pensar Várzea Paulista para a próxima geração e não para a próxima eleição”, opinou o prefeito.