nome da pagina

Número de quedas de árvore é o maior da história; registros superam 200 ocorrências

Ventos advindos de chuva forte são os responsáveis pelas quedas de galhos e árvores. Unidade de Meio Ambiente aponta recorte de quedas na cidade

 

A Defesa Civil de Várzea Paulista apurou que mais de 200 árvores caíram em áreas públicas e privadas entre janeiro e fevereiro de 2019. Este número está relacionado aos períodos de grandes chuvas que acometeram a cidade neste início de ano, e entra para história do município como o maior número de quedas de árvores registradas em dois meses.

 

“Especialmente na semana em que ocorreu o temporal, de 25 a 28 de fevereiro, recebemos em torno de 60 chamados somente de árvores que caíram em via pública, sem contar os galhos que a própria população acaba deslocando da rua sem nos contatar. Foi um evento climático atípico, muito fora do normal é um recorde negativo infelizmente”, explica Rafael Tamberlini, coordenador da Unidade Gestora de Meio Ambiente.

 

 

Neste mesmo período, os grandes responsáveis pela queda de diversas árvores foram os ventos acima de 100 km/h, registrados pela Defesa Civil outro dado histórico para a cidade. “Mesmo as árvores que estavam saudáveis e bem enraizadas caíram por conta da força do vento. Outras, que já tinham problemas fitossanitários, não suportaram o vento e desenraizaram, tiveram troncos trincados e quedas de galhos. Ainda muitas estão em pé, mas danificadas. Agora estamos trabalhando em vistorias, avaliando e estudando para decidir se será necessário fazer remoção”, complementa Rafael.

 

Além da retirada de galhos e troncos que atrapalham e obstruem as vias públicas, há um cronograma de rotina para podas de árvores, que são realizadas para fazer o livramento da área de passeio público. As podas normalmente são técnicas para redução de volume (quando o galho está muito grande em direção à rua ou casa do munícipe) e elevação da copa (quando está muito baixa para passagem de caminhão ou ônibus, por exemplo).

 

O morador que deseja solicitar uma vistoria da equipe da Unidade Gestora de Meio Ambiente em relação à situação das árvores, pode registrar um pedido na Ouvidoria, por meio de telefone (4595-0037), e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., formulário online, WhatsApp (11 94365-2884) ou pessoalmente (Rua João Póvoa, nº 97, Jardim do Lar). É necessário disponibilizar nome, endereço e CEP durante o procedimento para que a solicitação seja oficialmente protocolada e colocada na demanda da programação.

 

A Unidade Gestora de Meio Ambiente, também está disponível para esclarecer dúvidas, na Rua João Povoa, número 97, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, ou pelo telefone 4606-8673.