nome da pagina

População adere à campanha “O lixo tem um destino, e não é a rua” para evitar o descarte incorreto

Aumento de materiais descartados corretamente no Ecoponto e maior procura pelo serviço de Coleta Seletiva, são alguns dos indicadores

 

A campanha “O lixo tem um destino, e não é a rua” tem conscientizado os moradores de Várzea Paulista sobre o descarte incorreto de materiais no município. Nas ruas é fácil encontrar munícipes que apoiam e incentivam o descarte correto e os benefícios que essa ação simples de cidadania pode trazer para todos.

  

Números positivos: Em menos de uma semana, o Ecoponto registrou um aumento de 60% no volume de materiais descartados, a ONG Eco e Vida (contratada pela Prefeitura para realização da coleta seletiva) em um único dia recebeu mais de 40 ligações solicitando informações para adesão ao programa.

 

A comerciante da Vila Popular, Lionete Machado Costa Carvalho, assim que teve conhecimento sobre a coleta seletiva no bairro, fez questão de fazer sua parte. “Eu separo tudo que é reciclável para a equipe da coleta. Isso me faz bem, acredito que estou fazendo minha parte. A palavra de incentivo é deixe o comodismo de lado e tudo será diferente”.

 

 

Lionete ainda destaca que essas campanhas são essenciais, pois é importante incentivar as próximas gerações. “Nossas crianças precisam crescer com essa consciência, lixo tem destino e com todo certeza não é jogando em qualquer lugar”.

 

Assim como a comerciante, a família de Dona Maria Neilda, do jardim Maria de Fátima defende que a população precisa ter consciência dos riscos do descarte incorreto. “Em épocas de chuva é ainda mais primordial essa ato de cidadania estar presente em nossas vidas, se cada um fizer a sua parte, tenho certeza que teremos bons resultados”, destacou a aposentada enquanto descartava restos de madeira, na manhã de quinta-feira (31), no Ecoponto.

 

 

A filha da aposentada, Nivea dos Santos, que auxiliava a mãe no descarte correto e também fez questão de enfatizar a importância das pessoas se preocuparem em dar o destino certo aos materiais. “São inúmeros os benefícios, ajuda o meio ambiente, diminui consideravelmente o surgimento de bichos, como os escorpiões e ainda mantém nossa casa e nossa cidade limpas”.

 

 

Morador do jardim Itália, Emerson Luiz Florindo, carrega a televisão já sem funcionamento para a área de descarte de eletrônicos no Ecoponto, defensor do meio ambiente, o morador não economizou nas palavras. “É tão simples fazer o certo, eu gastei menos de 4 minutos de carro para chegar até aqui, não demorou 5 minutos e já depositei o meu lixo na área correta, quem quer não encontra justificativas, vem e faz o certo”, finalizou.