nome da pagina

Prefeitura já repôs todos os médicos cubanos que saíram do Mais Médicos

10 médicos de estratégia de saúde da família estão em atuação nas seis UBSs em que estrangeiros trabalhavam

 

 

A Prefeitura de Várzea Paulista já conta com os 10 médicos que preencheram as vagas deixadas pelos profissionais cubanos que deixaram o programa Mais Médicos em novembro. Os profissionais têm a especialidade de médicos de estratégia de saúde da família e estão em atuação exatamente nas seis UBSs (Unidades Básicas de Saúde) em que os cubanos trabalhavam. Com o início das atividades dos novos contratados, entre os últimos dias 3 e 15 de dezembro, a população continua a ter os serviços prestados antes de o governo cubano optar por romper a parceria com o Governo Federal do Brasil e pedir a volta de seus médicos.

 

Esses médicos prestam um atendimento à família, de forma mais próxima, e buscam cuidar de seus integrantes, até mesmo para evitar surgimento de doenças. Na maior parte do tempo, atuam como clínicos gerais, mas também como pediatras ou ginecologistas/obstetras quando necessário, já que as Unidades contam com esses especialistas.

 

 

Os profissionais recentemente contratados estão divididos da seguinte forma: três, na UBS Vila Real; dois, na UBS Vila Marajó e um em cada uma das UBSs dos bairros Vila Popular, Jardim Promeca, Jardim Cruz Alta e Jardim América IV.

 

Com o processo seletivo realizado pelo Ministério da Saúde, a Prefeitura conseguiu ter os médicos repostos, sem nenhum ônus financeiro. Os cerca de R$ 2.600,00 pagos pelo Governo Municipal como ajuda de custo aos médicos contratados por meio da nova seleção são os mesmos que já eram pagos aos médicos que deixaram o Mais Médicos. O auxílio para despesas com alimentação, transporte e moradia é uma regra do programa.