nome da pagina

Novos Caminhos: troca de asfalto da Avenida Bertioga tem início

Trecho da via terá asfalto atual retirado e ganhará novo pavimento; etapa faz parte do contrato de trabalhos na Avenida, que continua a receber paredes de escoamento de águas pluviais

 

Na tarde desta quinta-feira (25), a via direita da Avenida Bertioga começou a ter o asfalto existente retirado, entre os cruzamentos com as Ruas Atroaris e Potiguara. Em breve, o espaço receberá um pavimento inteiramente novo e planejado. Com o serviço, mais um dentro do grande pacote de obras na via, pretende-se tornar o local mais adequado ao tráfego de veículos.  

 

De acordo com o engenheiro da empreiteira responsável pela obra, Fábio Marinho, o trecho será dividido em quatro partes e a obra será realizada em cada uma delasindividualmente, para minimizar o tempo de impacto nos comércios. Em cada uma das partes, será retirado todo o asfalto do trecho, para a abertura até a profundidade de 40 cm. Depois, o espaço será preenchido com rachões e pó de pedra. Tudo será compactado e, em seguida, receberá duas camadas de pavimento. “Esse tipo de asfalto é feito em áreas urbanas de fluxo intenso”, explica Marinho.

 

 

A Avenida também receberá novas guias e sarjetas, além de calçamento no trecho ao lado do córrego. O tempo estimado para a conclusão dos trabalhos é de aproximadamente 45 dias.

 

 

Demanda antiga

 

Proprietária de uma loja de calçados femininos na Avenida, Daiane Santana, 33 anos, espera que os trabalhos sejam concluídos o mais rápido possível. Moradora do Jardim Bertioga e munícipe desde o nascimento, a comerciante reconhece o benefício que se inicia e ressalta sempre ter percebido a necessidade da calçada, prevista no cronograma da obra. “É algo que prejudica os pedestres, pois, quando há chuva, não há condições de andar por lá e, com o tempo, a poeira os atrapalha”, explica.

 

 

 

Ações no Córrego

 

Paralelamente, uma frente de trabalho atua na construção das paredes de escoamento de águas das chuvas, no Córrego Bertioga. Até o final desta semana, serão lançados 40 m³ de concreto, sobre as estruturas que estão em fase final de montagem, próximas à Rua Potiguara. Serão mais 30 metros lineares de muros prontos.

 

 

Com a cura do concreto (usada para a hidratação do cimento), até o final próxima semana, se não houver chuva, será dada continuidade à execução da boca de ala. É a parte da estrutura de muros mais alargada, que terminará no encontro com as aduelas, sob a Rua Potiguara. Como é de praxe, inicialmente será construído o fundo, sobre o leito do Córrego. A ideia é que toda a construção esteja concluída dentro de 15 a 20 dias.

 

Ao mesmo tempo, outra equipe está realizando o aterro entre a Avenida e os muros, com a colocação de terra.