nome da pagina

Campeonato Amador lança álbum de figurinhas, que fortalece clubes participantes

Times poderão comprar a nova publicação e revendê-la, o que permitirá ter novas verbas e eternizar as escalações

 

Iniciativa histórica da Prefeitura de Várzea Paulista, sem custos aos cofres públicos, o álbum de figurinhas da Série A do Campeonato Amador de Futebol, viabilizado pela Unidade Gestora de Esporte, por meio de uma parceria com a iniciativa privada, já está à venda. Nesta semana, os clubes começam a adquirir seus exemplares e os pacotinhos – ambos feitos pela empresa parceira - para revender a jogadores, familiares e outros interessados. Com a revenda, as 18 agremiações poderão conseguir recursos e guardar na história as escalações atuais.

 

O álbum está sendo comprado pelos clubes por R$ 10,00 e será revendido a R$ 15,00 aos interessados, mediante as encomendas. Os pacotinhos, cada um com cinco figurinhas, foram adquiridos por R$ 1,00 e serão vendidos aos interessados por R$ 2,00. O valor foi pago pelos times diretamente à empresa que custeou as impressões e os lucros ficarão todos com as agremiações.

 

O representante do time Ponto de Encontro FC, Renan Pereira Costa, está bastante empolgado com a conquista do futebol amador varzino. “A ideia foi fantástica, pois envolve torcedores e jogadores, como na Copa do Mundo”, destaca. “Com a implantação do álbum, daqui a algum tempo os dirigentes e jogadores poderão tê-lo guardado e mostrá-lo a seus filhos. Todos aqui do Ponto de Encontro, inclusive os torcedores, estão muito ansiosos para poder adquiri-lo. É algo que faz nosso Amador ser destaque e sair na frente das outras cidades da região”, comemora o dirigente da equipe do Jardim Cruz Alta.

 

 

O volante Itamar Santos, atleta do Grêmio (Jardim Alessandra), pela Série A, há quatro anos, avalia que o álbum coroa o trabalho inovador que vem sendo feito pela Unidade Gestora de Esporte. “Como amantes do futebol, pensamos: quem nunca teve um álbum de figurinhas de um Campeonato Brasileiro, uma Copa do Mundo? E hoje a gente tem este álbum, no qual há o nosso time, com as nossas figurinhas, os nossos amigos. E será possível compartilhar isso entre nós”, celebra. “Fazer parte deste momento é motivo de muito orgulho e de muita alegria para nós do Grêmio”, encerra o jogador.

 

 

Mais informações 

 

Para tirar eventuais dúvidas sobre como comprar o álbum, basta entrar em contato com a sede da Unidade de Esporte, no Ginásio Ayrton Senna da Silva, pelo telefone 4595-5538. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

No Dia do Coordenador Pedagógico, Sílvia Nogueira tem muito a comemorar

Trabalho feito desde 2010 rendeu uma boa recuperação pedagógica na escola Anísio Teixeira, entre outras ações de destaque

 

Nesta terça-feira (22 de agosto), é comemorado o Dia do Coordenador Pedagógico. A data é importante por valorizar a profissão de servidores que, entre outras funções, buscam aprimoramentos e melhorias ao trabalho dos professores municipais. Em Várzea Paulista, Sílvia Nogueira exerce a profissão há sete anos e tem uma trajetória profissional de destaque, a mais longa entre os 14 coordenadores municipais. No Cemeb (Centro Municipal de Educação Básica) Anísio Teixeira, do Jardim América II, a profissional já colaborou com um bom programa de reforço escolar. 

 

O interesse pela atuação mais administrativa surgiu na sala de aula. Docente da Rede Municipal desde 2000, Sílvia percebeu a necessidade de alguém para fornecer um suporte aos professores. “Senti falta desse elemento para ser um mediador entre a proposta curricular do município e os professores. O coordenador faz justamente esse elo com os docentes, para a realização das atividades necessárias. É um facilitador”, relata.

 

De lá para cá, ela participou de vários processos seletivos e exerceu a função de coordenadora em escolas diferentes – Prof. Oswaldo Camargo Pires (Vila Tupi), Profª. Juvelita Pereira da Silva (Vila Real) e Prefeito João Aprillanti (Vila Santa Terezinha). No colégio Anísio Teixeira veio seu mais recente trabalho bem-sucedido: a implantação das Salas de Aprendizado Educacional. “Quando cheguei aqui, há dois anos, nosso diretor, Geraldo Spolli, conseguiu os espaços para esse reforço escolar. Aí, junto das professoras, construí os cronogramas, dentro de seus horários disponíveis e organizei os conteúdos. É algo que tem auxiliado bastante esses alunos e melhorou seu desempenho escolar”, explica.

 

 

 

A coordenadora também deixa clara a importância de as ações da coordenação estarem alinhadas com as da direção. “Sem essa sintonia, não dá certo. Após a viabilização dos locais para essas aulas por parte do diretor, foi preciso que eu desempenhasse o papel de articuladora e organizadora e, agora, acompanho os alunos e o trabalho desempenhado pelas professoras”.

 

 

No Dia da Coordenadora Pedagógica, Sílvia se sente realizada profissionalmente. “Depois de lecionar, digo que minha paixão é fazer esse trabalho, muito importante para manter a qualidade do ensino. Dessa forma, consigo fazer parte do contexto, por melhorar o relacionamento com os professores municipais”.

 

 

Mais sobre a profissão

 

As coordenadoras devem exercer três papéis importantes: como articuladoras, dão condições de os professores trabalharem coletivamente as propostas curriculares; formadoras, possibilitam aos docentes aprofundar-se em suas áreas específicas e fazer um bom trabalho nelas; na função de transformadoras, auxiliam os professores a serem críticos e reflexivos com relação às suas práticas pedagógicas.

Prefeitura e PM fazem nova ação contra “pancadões” na Vila Real

PM e Prefeitura (GCM, Trânsito e Fiscalização do Comércio) participaram de ação no bairro na última sexta-feira (18), operação teve duração de 7 horas e coibiu realização de baile organizado pelas redes sociais 

 

A Guarda Civil Municipal, Policia Militar, Trânsito e a Fiscalização do Comércio da Prefeitura de Várzea Paulista, desencadearam na noite da última sexta-feira (18) uma operação para impedir a realização de uma festa que estava programada para ocorrer na Avenida Pacaembu, na Vila Real. A mobilização teve inicio às 7h da noite de sexta-feira e terminou às 2h da manhã de sábado. A ação dá continuidade a uma série de fiscalizações que acontecem na região contra a realização de eventos irregulares.

 

De acordo com a Unidade Gestora de Desenvolvimento Econômico e Fazenda, durante a operação, 12 estabelecimentos foram vistoriados e notificados pelos fiscais do comércio. A inspeção ocorreu em bares localizados na Avenida Pacaembu, Vera Cruz e Capivari.

 

Para o comandante da Guarda Civil Municipal PedroEli da Cunha, o resultado dessa ação conjunta foi bem satisfatório. “Além de coibir os pancadões, conseguimos descobrir quais são os comércios ilegais, e assim orientamos e aplicamos as formas legais aos infratores”.

 

O comandante fez questão de destacar a boa receptividade dos moradores. “Importante frisar que o prefeito Juvenal Rossi acredita nessas ações em parcerias, pois o importante e garantir que a população tenha sossego no seu descanso noturno”.

 

Os moradores podem contribuir com a polícia denunciando a realização desses eventos através do disque-denúncia 181, ou da Policia Militar 190 e GCM no 153.

Mutirão chega aos bairros Jardim América III, IV e Jardim Promeca, neste sábado (26) serão 6 equipes

Em razão das chuvas as equipes do último sábado tiveram que cancelar o mutirão e estarão atuando novamente no próximo sábado (26)

 

O fim de semana for marcado pela chuva constante que chegou à cidade. Com isso, os voluntários que estão atuando no projeto Várzea Mais Bonita não estiveram nos locais programados no último sábado (19). Todo o trabalho que seria realizado pelas equipes nos bairros Jardim América III e Jardim América VI foi transferido para o dia 26.

 

 

No sábado dia 26 as equipes estarão nos Jardins América III e IV em três pontos diferentes: a Viela da Rua Angicos (altura do número 194) no Jardim América III; o canteiro da Rua Ribamar com a Rua Birigui no Jardim América IV; e a Praça Adamantina. No Jardim Promeca os voluntários também estarão em três locais: na lateral do campo da Rua Dinamarca, na Praça da Rua Pereira e no canteiro da Rua Eugênio Corezzato com a Rua Alberto Marcelo.

 

 

Essa iniciativa é realizada por voluntários que emprestam algumas horas do seu dia para participar do projeto. Com esta edição já serão 13 bairros atendidos, o projeto já passou pela Cidade Nova II, pelo Jardim América I, Jardim Do Lar, Jardim Satélite, Santa Terezinha, Vila Marajó e Vila Tupi.

 

 

 

E os próximos bairros serão: Jardim Diana, Jardim Felicidade e Jardim Bertioga.

O cronograma dos mutirões pode sofres alterações de acordo com o clima. 

Vacinação contra febre amarela não tem alterações em Várzea Paulista

Imunização é disponibilizada a pessoas que vão viajar para áreas de risco e moradores de regiões com características rurais

 

A Prefeitura de Várzea Paulista informa que não há alteração no sistema de vacinação contra febre amarela no município. A imunização continua sendo disponibilizada a pessoas que vão viajar para áreas de risco e moradores de regiões com características rurais, de bairros como Sítio do Mursa, Chácaras São Guido, Chácaras Santa Martha e Jardim Gauchinha.

 

Regiões com características rurais

 

 

Funcionários da Unidade Gestora de Saúde de Várzea Paulista realizaram em abril, uma visita casa a casa nos bairros com características rurais. Os moradores, que na oportunidade, não foram imunizados, podem comparecer a UBS apresentando comprovante de residência, para tomar a dose da vacina.

 

Viagem para áreas de risco

 

 

Os moradores de Várzea Paulista que forem viajar para áreas que exigem a vacina devem fazer o agendamento prévio na Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência. E então é marcado um horário para receber a imunização, que é disponibilizada nas UBSs Vila Popular e América IV.

 

A imunização é direcionada a viajantes para áreas de risco e é aplicada a partir dos 9 meses de vida, salvo em áreas com maior incidência da doença (nos quais a vacina é administrada com 6 meses de vida). Grávidas e mulheres que estão amamentando não recebem a vacina e usuários acima de 60 anos passam por uma triagem feita pelo serviço de saúde. A vacina será contraindicada para pessoas acima de 60 anos, caso elas portem doenças autoimunes ou façam uso prolongado de corticoides, além de pessoas de qualquer idade que têm alergia ao ovo, pois a vacina é feita no embrião do ovo. “O frasco tem cinco ou dez doses e, uma vez aberto, tem a duração de seis horas. Por isso, é feita uma otimização, para atender toda a demanda da cidade, sem haver perda de doses”, explica.

 

Viagens internacionais

 

 

Em usuários que se deslocarão para fora do país, a Prefeitura de Várzea Paulista, por meio do Setor de Vigilância Epidemiológica, às sextas-feiras, das 9 às 12 horas e das 13h30 às 16h30, emite o CIVP - Certificado Internacional para Viajantes, um serviço da Anvisa que é oferecido, em parceria com o setor municipal, aos munícipes varzinos. A vacina deve ser recebida 10 dias antes da viajem e o viajante realiza seu pré-cadastro no site da Anvisa. Os munícipes devem estar munidos de documento com foto, cartão de vacina e comprovante de endereço, para que a Vigilância Epidemiológica inclua os dados da vacina e emita o cartão que vale por toda a vida. O documento é emitido somente para países que exigem o cartão internacional. As orientações devem ser verificadas no site da Anvisa.

 

O Setor de Vigilância Epidemiológica de Várzea Paulista está situado na Rua João Póvoa, 97 - Jardim do Lar, na Unidade Gestora Municipal de Saúde (prédio do Facilita).

Sub-categorias